DestaqueSaúde

Açaí pode atuar na prevenção de doenças do coração

De acordo com pesquisadora da UFPA, propriedades do fruto contribuem para a saúde cardiovascular. O indicado é consumir o açaí puro diariamente.

Alimentação típica dos paraenses, o açaí traz diversos benefícios à saúde. A pesquisa realizada pela professora Claudine Maria Alves Feio, do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Pará (UFPA), comprovou que o açaí pode atuar na prevenção de doenças cardiovasculares.

Tais doenças são responsáveis por, aproximadamente, 50% das mortes em países ocidentais. Estima-se que dois terços das mortes por DCV ocorram em países em desenvolvimento, como o Brasil, taxa que corresponde ao dobro da taxa observada em países desenvolvidos.

No Brasil, a principal causa de morte ainda é o acidente vascular cerebral (AVC), entretanto, em alguns locais, como São Paulo, o perfil de mortalidade se assemelha ao de países mais desenvolvidos, ou seja, a maior mortalidade decorre da doença aterosclerótica ou doença arterial coronariana, que é caracterizada pelo estreitamento dos vasos que suprem o coração em decorrência do espessamento da camada interna da artéria devido ao acúmulo de placas de gordura.

O açaí pode contribuir para o combate à doença. O Brasil é o maior produtor, consumidor e exportador de açaí, bebida rica em gorduras mono e poli-insaturadas, fitosteróis, antioxidantes e fibras. Um litro de açaí do tipo médio contém 33 vezes mais antocianinas do que um litro de vinho tinto, por exemplo. A bebida é normalmente comercializada à temperatura ambiente ou na forma congelada. Predominante na Região Norte, o Pará é responsável por 95% da produção de açaí do País, calculada em 100 a 180 mil litros/dia só em Belém.

Ação vasodilatadora, anti-hipertensiva e anti-inflamatória. “Nós ingerimos o açaí, mas não temos noção do valor nutricional que ele tem. Apesar de possuir um alto teor de gorduras, a maioria é de boa qualidade (60%, são monoinsaturadas e 13% são poli-insaturadas), que são gorduras benéficas ao organismo, porque diminuem os níveis de colesterol LDL (colesterol ruim) e ajudam a aumentar os níveis de colesterol HDL (colesterol bom), auxiliando, assim, na proteção do sistema cardiovascular”, explica a professora Claudine Feio, que defendeu tese de doutorado sobre o tema na Escola de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

De acordo com a pesquisadora, o alimento também tem ação vasodilatadora, anti-hipertensiva, anti-inflamatória, além de reduzir as desordens metabólicas. “O açaí é uma fruta de grande valor energético, rico em valores nutricionais e até mesmo funcionais. A sua ingestão deve ser o mais natural possível e em substituição a pequenas refeições”, afirma.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios