Ação policial termina com um morto, cinco presos e apreensão de droga e armas em Parauapebas

Uma pessoa morreu, quatro foram presas e uma menor apreendida durante uma ação da Polícia Militar no Complexo VS 10, em Parauapebas. Ainda não operação, foram apreendidos droga, armas de fogo e um veículo com registro de roubo, que estava com placa adulterada.

A abordagem policial aconteceu na noite de do último sábado, 30, no Bairro São Lucas 2. De acordo com a Polícia Militar, durante ronda ostensiva pelo complexo VS 10, uma guarnição visualizou quatro homens em atitude suspeita dentro de um veículo Ford Focus, de cor preta. Foi dado sinal para abordagem do veículo e dos ocupantes.

Na hora, os policiais observaram que um dos homens, identificado posteriormente como Alefe Batista Rebelo, portava na bermuda um revólver calibre 38 com três munições intactas. O acusado, segundo a polícia, ao descer do veículo falou “perdi, perdi”.

No procedimento, Erinaldo da Silva Diniz, ao descer do carro, jogou sutilmente para debaixo do veículo uma pistola Tisas, calibre 380, que estava municiada com 10 balas intactas. Assim que se desfez da arma, ele saiu em desabalada carreira, mas foi alcançado e preso. Os outros suspeitos que estavam no carro são Olivaldo de Souza da Costa Júnior e Eduardo Soares de Oliveira.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, na revista feita no interior do veiculo nenhum objeto ilícito foi encontrado, mas havia um cheiro forte semelhante à maconha. Foi feita também a consulta da placa do carro, que não batia com o registro do chassi do veículo.

Na consulta constataram que o veículo tinha registro de furto e a placa verdadeira era OTQ-1625/PA e não ORT-4556/PA, como estava no carro. Segundo a polícia, em conversa com os acusados, eles confessaram que eram de Belém e estavam em ‘missão’ em Parauapebas e seriam integrantes da Facção Primeiro Comando da Capital (PCC).

Um dos acusados, Eduardo Soares, informou o endereço da casa onde estavam escondidos, à Rua Araçagy, Qd. 01, Lt. 26, no Bairro São Lucas. A guarnição solicitou apoio do Grupamento Tático Operacional (GTO) e seguiram para o endereço citado.

Foi feito o cerco na casa e a abordagem. No imóvel, encontraram uma adolescente, que não esboçou reação e informou que a outra pessoa que estava na casa tinha pulado o muro para a residência aos fundos da que ela se encontrava.

Perguntado a ela se tinha arma e entorpecentes na casa, ela informou que o acusado que tinha pulado o muro arremessou tudo para a casa vizinha. Foi feito o cerco à casa e os policiais encontram uma sacola plástica com uma porção de maconha avulsa e um tablete da droga prensada, pesando um quilo e 488 gramas.

A operação seguiu e os policiais desligaram a luz do imóvel e entram pelo telhado. Na incursão no interior da casa, viram que só um quarto estava trancado. Foi dada ordem para o acusado abrir a porta e se entregar, mas este não teria obedecido. Os policiais, então, arrobaram a porta e teriam sido recebidos a tiros.

Foi feita a imediata reação e o suspeito, identificado como “Mateusinho do CV” ou “Mateusinho da VS 10”, foi atingindo. Com ele, os policiais encontram um revólver calibre 38 com três munições intactas e três deflagradas.

De acordo com a Polícia Militar, foi acionado o resgate do Serviço Móvel de Urgência (Samu) para atender o ferido, mas como a ambulância estava demorando a chegar, os próprios policiais fizeram o socorro e o levaram para o Hospital Municipal, onde foi constatado que ele já estava morto.

Acusados presos e a menor apreendida em ação policial no Bairro São Lucas, em Parauapebas

Na ação foram apreendidos, além da droga, armas e o carro, uma balança de precisão e três aparelhos de celular. Na apresentação na 20ª Seccional Urbana de Parauapebas, os policiais civis levantaram a ficha dos acusados no sistema e constataram que Alefe Batista Rebelo apresentava documento falso em nome de Felipe Rodrigues da Silva.

Fonte: Correio de Carajás (Tina Santos – com informações de Ronaldo Modesto)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios