Atentado contra Bolsonaro força campanhas a redirecionar estratégias

Diante da comoção gerada pelo atentado contra o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, as campanhas decidiram reposicionar estratégias.

Neste momento, a ordem é retirar ataques ao candidato Jair Bolsonaro e adotar um discurso de conciliação nacional.

Num primeiro momento, a avaliação é a de que Bolsonaro terá protagonismo na disputa, colocando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em segundo plano.

Até então, a estratégia do PT de sustentar a candidatura de Lula estava monopolizando as atenções da corrida presidencial.

O epsódio envolvendo Bolsonaro deve também ter um efeito positivo ao candidato do PSL. O ambiente de solidariedade nacional ajudará a diminuir a rejeição ao candidato. Segundo o Ibope desta semana, a rejeição a Bolsonaro atingiu 44%.

Outro efeito imediato, é sentido na campanha do candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, que não só retirou do ar a propaganda de desconstrução da imagem de Bolsonaro, como agora terá que dosar o novo tom da campanha.

Alguns candidatos apostavam no tempo de televisão para alavancar suas candidaturas em contraponto a Bolsonaro, que lidera as pesquisas de intenção de voto e tem poucos segundos de propaganda.

Mas, diante da tragédia, o candidato do PSL passa a ocupar todos os noticiários do país. A questão do tempo passou a ser um fator secundário neste momento de comoção nacional.

A ordem das campanhas passa a ser mergulhar, para só depois de passado esse momento de impacto, testar novas estratégias.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios