DestaqueSEGUNDINHA

Atlético Paraense perde para o São Francisco no Mangueirão e está eliminado da Segundinha

A equipe parauapebense não conseguiu segurar o Leão e voltou a perder para o time de Santarém

O sonho de subir para a elite do futebol paraense não se realizou e o Atlético Paraense está eliminado da Segundinha do Parazão. Em partida realizada na tarde deste domingo (11), no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém, o CAP saiu derrotado novamente para o São Francisco, desta vez pelo placar de 2 a 1.

O Leão marcou o primeiro gol logo aos 5 minutos do 1° tempo, com o meia Chaveirinho em cobrança de falta. O Atlético Paraense perdeu algumas chances para igualar o placar ainda na primeira etapa. No 2° tempo, após lançamento do goleiro Labilá diretamente para o ataque, o veloz Elielton pegou a bola, driblou Roger Kath e assinalou o segundo, aos 42 minutos. O CAP descontou com o gol do meia Kaká Mendes, aos 43 minutos.

Com o resultado, o São Francisco avançou para as semifinais da Segundinha do Parazão e vai aguardar o sorteio na Federação Paraense de Futebol (FPF), que será realizado nesta segunda-feira (12), às 15h30, para saber seu adversário. Além do São Francisco, os times do Paraense, Pinheirense e Tapajós, também estão classificados. Quem avançar para a final, garante vaga para a elite do Parazão 2019.

O jogo: Leão 2 x 1 Pantera

Precisando unicamente da vitória para buscar uma classificação para as quartas de final da Segundinha do Parazão, o Atlético foi para cima nos primeiros minutos. O time atleticano conseguiu dois escanteios consecutivos. No primeiro, Kaká Mendes cobrou uma bola venenosa e a zaga cortou pela linha de fundo e no segundo, Felipinho cobrou e o goleiro Labilá tirou de soco e afastou o perigo que rondada contra a meta do Leão. No contra-ataque do time de Santarém, o atacante Elielton partiu para cima do zagueiro Léo Azevedo, e recebeu uma falta mais forte. O árbitro Andrey da Silva e Silva não titubeou e  mostrou cartão amarelo para o defensor do CAP. O meia Chaveirinho cobrou a falta, a bola desviou na barreira e enganou o goleiro Roger Kath, aos 5  minutos, 1 a 0 São Francisco. O Pantera de Carajás não sentiu o gol e quase empatou, quando Kaká Mendes chamou a responsabilidade e chutou de longe, a bola passou assustando.

Outra vez Kaká Mendes e agora em cobrança de falta, na tentativa de mandar para área, a bola passou de todo mundo e foi para fora. Kaká Mendes mostrou ser o cara da partida, em um cruzamento dos pés do habilidoso atleta de CAP, Daniel tentou empatar de cabeça, mas mandou para fora. Em um contra-ataque da equipe atleticana, o meia Felipinho se apavorou e mandou um chute de fora da área, errando o alvo e perdendo a chance de uma boa jogada.

O CAP não desistia. Kaká Mendes cruzou na área e na sobra, Gugagol disparou e mandou muito mal, a bola foi para fora. Em mais um contra-ataque, o atacante Elielton foi parado com falta e o lateral-esquerdo Juninho do time de Parauapebas, acabou recebendo cartão amarelo. Chaveirinho tentou marcar de novo e na cobrança de falta, a bola explodiu na defesa e foi para escanteio. Na cobrança curtinha, Wendel passou para Elielton, que chutou e a bola tocou na zaga outra vez.

O Tricolor do Norte deu o troco com o lateral-direito Léo Tuntun, que acreditou no lance, entrou na área e disparou, mas a bola foi para fora. Aos 31 minutos de jogo, o árbitro Andrey da Silva e Silva autorizou a chamada parada técnica, devido ao forte calor no Mangueirão. No retorno da partida, Gugagol e Daniel fizeram uma boa tabela, a bola ficou com Gugagol, que chutou muito alto. Foi o que de melhor aconteceu no 1° tempo.

Na etapa final, o São Francisco se arrumou em campo. Chaveirinho fez um carnaval na zaga do CAP e disparou para a grande defesa do goleiro Roger Kath. Na jogada seguinte, Chaveirinho novamente chutou e o goleiro Roger Kath defendeu e na sobra, Wendell disparou para fora. O Atlético tentou chegar com Chicão, que chutou e a bola tocou na zaga e ficou com o goleiro Labilá.

O tempo passava e o CAP buscava o empate. Felipinho chutou forte e bola passou perto. Em uma falta quase que frontal, Elielton cobrou a bola passou assustando contra a meta do Atlético. Matheus Broquinha da equipe de Santarém limpou a jogada, mas chutou para fora. O time de Parauapebas foi para o tudo ou nada. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Igor Soares tentou de cabeça, mas Labilá ficou com a bola. Em uma bola dentro da área, Kaká Mendes sozinho acabou isolando e perdeu a chance do empate.

A partida pegou fogo no final. O goleiro Labilá mandou um lançamento diretamente para o atacante Elielton, que recebeu passe na frente, se livrou do goleiro Roger Kath, e marcou um golaço, aos 42 minutos, 2 a 0, São Francisco. Na saída de bola, Kaká Mendes recebeu e bateu colocado sem chances para o goleiro Labilá, aos 43 minutos, era o gol de honra do CAP, 2 a 1. Wendell avançou pela direita e cruzou, ninguém do time do Leão do Tapajós chegou para marcar.

Com 5 minutos de acréscimos, o CAP ainda acreditava em um milagre no final. Luciano recebeu e chutou forte, a bola foi para fora. Final de jogo: Atlético Paraense 1 x 2 São Francisco. O Leão está nas semifinais da Segundinha do Parazão e o Atlético Paraense eliminado da competição estadual.

FICHA TÉCNICA

SÃO FRANCISCO: Labilá; Paulo Victor (Rayann), Carlinhos Rocha, Douglas e Emanuel; Charles, Boquinha, Wendell e Chaveirinho (Luan); Elielton e Anderson Balotelli (Matheus Broquinha). Técnico: Osvaldo Monte Alegre

ATLÉTICO PARAENSE: Roger Kath; Léo Tuntun, Igor Soares, Léo Azevedo e Juninho (Luciano); Chicão, Robert e Daniel (Lucas); Felipinho, Kaká Mendes e Gugagol (Kaio Paquetá). Técnico: Marcelo Cardoso

Árbitro: Andrey da Silva e Silva (PA)

Assistentes: Rafael Ferreira Vieira (PA) e Ederson Brito de Albuquerque (PA)

Quarto-árbitro: Alexandre Expedito Júnior (PA)

Cartões amarelos: Boquinha e Wendell (São Francisco); Léo Azevedo, Juninho e Felipinho (Atlético Paraense)

Gols: Chaveirinho, de falta, aos 5 minutos do 1° tempo e Elielton, aos 42 minutos do 2° tempo para o São Francisco; Kaká Mendes, aos 43 minutos do 2° tempo para o Atlético Paraense.

Local: Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém

Por Fábio Relvas –

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios