Bebê recém-nascido é morto a facadas pela própria mãe

Uma jovem de 22 anos é acusada de matar o próprio bebê a facadas. O crime aconteceu na noite do último sábado (03), logo após o nascimento da criança, em Ilhéus. De acordo com a perícia, Lidiane Bruna Sales Linhares, mãe da criança, teria desferido 15 facadas contra o recém-nascido.

A ação foi descoberta após a tia ouvir o choro da menina recém-nascida. Ao chegar no local onde a mãe e a menina estavam, ela se deparou com a cena e questionou a jovem: “O que é isso?”. O Samu foi acionado e a mãe foi levada junto a filha até a Maternidade Santa Helena, no município. A equipe médica confirmou que a criança já não estava mais viva.

O caso chocou a pediatra Thayane Reis, que há 15 anos nunca tinha presenciado um crime como esse. “Eu nunca tinha visto uma mãe matar um filho; todo mundo ficou em estado de choque”, relatou a profissional.

O crime deixou os familiares e amigos de Lidiane surpresos, já que a jovem apresentava um comportamento bem tranquilo e nunca demonstrou qualquer indício de agressividade. A acusada perdeu os pais ainda criança e foi criada pela avó e pela tia.

Lidiane chegou ao hospital completamente transtornada e informou à médica que só percebeu a gravidez em julho. Assim que recebeu alta, a jovem foi encaminhada para o presídio de Ilhéus na última segunda-feira (05).

O corpo da criança foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), no último domingo (04), em Ilhéus.

AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA

Lidiane Linhares foi liberada após uma audiência de custódia na tarde da última segunda-feira (05) e a justiça aguardará o resultado de exames para atestar a sanidade mental da acusada.

(Com informações do Diario Bahia)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios