DestaquePolítica

Bolsonaro admite privatizar “alguma coisa” da Petrobras

Presidente cogita Ivan Monteiro para BB e Paulo Guedes fala em Roberto Castello Branco para a petroleira

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (19) que “alguma coisa” da Petrobras pode ser privatizada, mas não toda a estatal, uma vez que se trata de uma empresa estratégica.

Em entrevista a jornalistas no Rio de Janeiro, Bolsonaro disse ainda que o atual presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, pode ir para o Banco do Brasil, mas que ainda não está confirmado.

Castello Branco

Nesta segunda-feira, o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou que o economista Roberto Castello Branco vai presidir a Petrobras no governo de Bolsonaro.

A estatal Petrobras disse que não recebeu comunicação oficial do governo de transição sobre a indicação de Roberto Castello Branco, segundo comunicado da companhia à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta segunda-feira.

A Petrobras afirmou que “irá aguardar a devida oficialização pelo seu acionista controlador para adotar os trâmites internos pertinentes”.

Esses procedimentos, segundo a empresa, incluirão a submissão da indicação aos procedimentos de governança corporativa da Petrobras, “incluindo as respectivas análises de conformidade e integridade necessárias”, com apreciação pelo Comitê de Indicação, Remuneração e Sucessão da estatal e “posteriormente, deliberação pelo Conselho de Administração.”

Mais cedo, a Petrobras havia publicado comunicado em que informava apenas que seu atual presidente, Ivan Monteiro, deixará a companhia a partir de 1° de janeiro.

Fonte: ORM

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios