Cabo da Polícia Militar é esfaqueado pelas costas

O caso se registrou em uma movimentada lanchonete, onde a vítima estava em companhia da esposa. O acusado foi preso em flagrante e o cabo sobreviveu.

Um caso de violência contra um policial militar foi registrado na cidade de Rurópolis, na região sudoeste do Pará, na noite de domingo (18). A vítima foi o cabo Rosivaldo Leal Silva, do 35º Batalhão de Polícia Militar, pertencente ao município de Santarém. Ele resistiu aos ferimentos. O acusado, identificado como Jonas Souza Domingos, está em preso e responderá pelo crime de tentativa de homicídio. Até agora não se sabe o que motivou a agressão, posto que o policial nem mora lá.

Jonas foi preso em flagrante, mas seu depoimento não foi divulgado

O crime foi registrado por uma câmera de vigilância de uma lanchonete onde o policial militar estava na companhia de amigos. As cenas compartilhadas em grupos de WhatsApp mostram toda a ação de Jonas Domingos.

Pelo que se vê nas imagens, o agressor chega ao local e rouba um beijo no rosto de uma garçonete, que estranha a atitude do homem. Em seguida, ele passa entre as mesas dos clientes como se estivesse fazendo reconhecimento do local. Havia vários clientes na lanchonete.

pós localizar o policial, Jonas dá uma volta pela mesa e em seguida retorna para atacar Rosivaldo Leal a facadas. As cenas são fortes. E os clientes ficam atônitos com a cena. O militar tenta se defender, mas os golpes são certeiros. O agressor sai do local e populares acionam uma ambulância para socorrer a vítima. Hospitalizado na unidade de saúde pública de Rurópolis, o militar continuava em estado grave até a tarde de segunda-feira (19).

Uma guarnição da Polícia Militar prendeu minutos depois em flagrante Jonas e o encaminhou à Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde o suspeito foi autuado pelo crime de tentativa de homicídio. O homem não esboçou reação e o depoimento dele não foi divulgado.

Fonte: Correio de Carajás (Antônio Barroso/freelancer)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios