Candidato a vereador mata esposa a facadas após briga por geladeira aberta

Corpo da mulher foi encontrado pela filha de 13 anos no quintal de casa

O candidato a vereador Adílio Sérgio Gomes (PSDB), 40, matou a esposa a facadas depois de uma briga por conta da porta da geladeira aberta. O crime ocorreu no domingo (18), na residência do casal em Bandeira do Sul (MG). O corpo foi encontrado pela filha de 13 anos.

O candidato a vereador Adílio Sérgio Gomes (PSDB), 40, matou a esposa a facadas depois de uma briga por conta da porta da geladeira aberta. O crime ocorreu no domingo (18), na residência do casal em Bandeira do Sul (MG). O corpo foi encontrado pela filha de 13 anos.

A adolescente informou à polícia que os pais passaram o dia em um sítio e, quando retornaram para casa, ouviu a mãe, Roberta Camile Araújo Silva, gritando.

Adílio desferiu 13 facadas contra a esposa no quintal da casa. A filha encontrou o corpo, mas a mulher já estava morta quando o socorro chegou. A mãe do candidato, que também estava na casa no momento do crime, passou mal após o ocorrido.

O candidato a vereador Adílio Sérgio Gomes (PSDB), 40, matou a esposa a facadas depois de uma briga por conta da porta da geladeira aberta. O crime ocorreu no domingo (18), na residência do casal em Bandeira do Sul (MG). O corpo foi encontrado pela filha de 13 anos.

A adolescente informou à polícia que os pais passaram o dia em um sítio e, quando retornaram para casa, ouviu a mãe, Roberta Camile Araújo Silva, gritando.

Adílio desferiu 13 facadas contra a esposa no quintal da casa. A filha encontrou o corpo, mas a mulher já estava morta quando o socorro chegou. A mãe do candidato, que também estava na casa no momento do crime, passou mal após o ocorrido.

Segundo a polícia, o casal é conhecido na cidade e tem três filhos. Nas redes sociais, eles se mostravam felizes e sempre mostravam os passeios juntos.

A família explicou que as brigas entre o casal eram comuns, inclusive com agressões físicas. Após o crime, Adílio fugiu e ainda não foi encontrado. O caso será investigado pela Polícia Civil e o suspeito deve responder por feminicídio.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios