Com gol contra do goleiro, Paysandu perde para o São Bento e afunda de vez na Z4

Segue o calvário do Paysandu na Série B do campeonato brasileiro. Observado pelo novo técnico João Brigatti e ainda comandado pelo interino Aílton Costa, o Bicola amargou mais uma derrota. Desta vez, o algoz foi o São Bento (SP), no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP), na noite desta terça-feira (4), pela 25ª rodada da competição.

Para piorar ainda mais o quadro bicolor na disputa e confirmar de vez a fase trágica, o único gol do jogo ainda foi contra. Em cobrança de falta, o zagueiro Anderson Sales bateu na trave, a bola voltou no pé esquerdo do goleiro Renan Rocha e foi para a rede.

O revés ampliou o jejum de vitórias do Papão para sete partidas e derrubou o clube para a 18ª colocação da Série B, ou seja, o segundo da zona de rebaixamento. A última vez que três pontos foram somados foi há um mês e meio, mais precisamente no dia 27 de julho, com o placar de 2 a 0 sobre o Figueirense, na Curuzu.

Na próxima rodada, já sob o comando de João Brigatti, o time terá a missão de reencontrar a torcida no duelo com o Avaí, atual quarto colocado do certame. O jogo está marcado para as 18h desta sexta-feira (7), na Curuzu, em Belém, com transmissão lance a lance pelo Portal ORM. O São Bento, que subiu para a 12ª colocação, visitará o Juventude às 16h30 deste sábado (8), no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).

1º tempo: Aplicação bicolor e inoperância do São Bento

Postado no famoso 4-1-4-1, o Paysandu começou melhor e mais agudo. Diferente do que ocorreu no empate com o Juventude, na última rodada, o Bicola apostou nas jogadas pelas laterais e deu certo. Após jogada pela direita, a bola chegou em Hugo Almeida, que recebeu de costas para o gol e, de dentro da área, escorou para Nando Carandina chutar à direita do gol do São Bento.

O Azulão tentava atacar com bolas levantadas na área e defendidas sem grandes problemas por Renan Rocha. Enquanto isso, o Bicola seguia nas investidas pelas pontas. Aos 20, Thomaz recebeu da esquerda dentro da área e chutou, mas a redonda acabou parando em Nando Carandina, que ainda tentou o giro para o arremate, só que foi travado pela marcação. Dois minutos depois, a resposta dos donos da casa, no entanto, foi ainda mais perigosa. Tony recebeu na direita e cruzou na cabeça de Joãozinho. O camisa 9 testou com estilo e deixou a redonda na rede do Papão, mas teve o lance anulado por impedimento.

Sem Pedro Carmona, que ficou em Belém para sanar dores na coxa direita, as cobranças de faltas foram divididas entre Alan Calbergue e Guilherme Santos. Na primeira, Alan mandou muito perto do ângulo direito de Rodrigo Viana, aos 28. A partir disso, o São Bento cresceu em posse de bola, mas pouco agrediu a defesa do Papão. A melhor chance do time sorocabano foi aos 37 minutos, em cobrança de escanteio que Samuel Santos, sozinho, chutou rente à trave direita de Renan Rocha.

Aos 44, o Paysandu teve a sua melhor chance de abrir o placar. Em cobrança de escanteio de Alan Calbergue, Renato Augusto cabeceou da entrada da pequena área e o goleiro Rodrigo Viana se esticou todo para tocar com as pontas dos dedos e fazer a redonda encontrar o travessão antes de sair pela linha de fundo.

2º tempo: gol contra de Renan Rocha e caos no Papão

No primeiro ataque do São Bento pela esquerda, Diego Ivo derrubou o atacante Ronaldo. O zagueiro Anderson Sales – com extrema categoria – foi para a cobrança e, aos 4 minutos, mandou na trave. Só que a redonda voltou no pé esquerdo do goleiro Renan Rocha e foi para a rede. São Bento 1 a 0! Na comemoração, o ex-Paysandu, Celsinho, invadiu o campo para festejar e levou cartão amarelo.

O Paysandu sentiu o gol e só conseguiu alguma reação aos 19 minutos em chute da entrada da árae de Thomaz, que o goleiro Rodrigo Viana interviu sem dificuldades. Do outro lado do campo, Renan Rocha foi exigido aos 27 minutos, quando Francis disparou em velocidade, entrou na área e bateu forte no canto para a boa defesa do goleiro bicolor.

Aos 33 minutos, a situação do Bicola ficou ainda pior. Em lance de contra-ataque, Francis disparou em velocidade e Matheus Silva – tal qual aconteceu no lance que lhe rendeu o primeiro cartão amarelo no jogo – fez a falta no atacante do Azulão e foi expulso do jogo.

Aos 47 minutos, o Papão teve a última chance de empatar. Após cobrança de escanteio, a bola ficou viva na área e a bola na direção de Diego Ivo. O zagueiro bicolor subiu para testar para a rede, mas um pequeno desvio de Ewerton Páscoa acabou atrapalhando o defensor do Paysandu.

Ficha técnica (São Bento 1 x 0 Paysandu)

São Bento – Rodrigo Viana; Tony, Ewerton Páscoa, Anderson Sales e Marcelo Cordeiro (Pedro Botelho); Fábio Bahia, Dudu Vieira (Ronaldo), Samuel Santos e Diogo Oliveira (Roni); Francis e Joãozinho. Técnico: Marquinhos Santos

Paysandu – Renan Rocha; Matheus Silva, Perema, Diego Ivo e Diego (Jonathan); Nando Carandina (Claudinho), Renato Augusto, Alan Calbergue (Lúcio Flávio), Guilherme Santos e Thomaz; Hugo Almeida. Técnico: Aílton Costa (Interino)

Gol: Renan Rocha – contra – 4’/2ºT (São Bento)

Cartões amarelos: Diego Ivo, Matheus Silva e Lúcio Flávio (Paysandu); Celsinho e Marcelo Cordeiro (São Bento)

Data: 04/09

Hora: 20h30

Local: Walter Ribeiro (

Árbitro: Claudio Francisco Lima E Silva – AB/SE

Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios – MTR/SE e Ailton Farias da Silva – AB/SE

Público total: 1.348

Renda: R$ 16.945,00

Fonte: Portal ORM

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios