DestaqueGeralPolícia

Corpo de professora é encontrado dentro de loja em Jacundá

Policiais militares da 18ª Companhia Independente no município de Jacundá, na região sudeste do Pará, foram acionados para atender uma ocorrência de homicídio tendo como vítima uma mulher identificada como Lucineia Alves dos Santos, de 46 anos. Segundo as informações dos policiais, colhidas junto a irmã da vítima, ela contou que a mãe de ambas teria ouvido quando Lucineia Alves dos Santos recebeu uma ligação telefônica por volta das 16h de terça-feira (16) e posteriormente a isso não souberam mais notícias dela.

À noite, já por volta das 20h30, duas conhecidas e amigas da família passaram em frente à loja da vítima que tem o nome “Desafio”, percebendo que estava aberta com as luzes acesas, porém não estranharam nada.

Isso era uma rotina pois a vítima tinha por costume de permanecer em sua loja até altas horas, para corrigir provas de alunos, uma vez que acabara de passar em um concurso público no município.


(Foto: Divulgação)

Outro detalhe que não provocou desconfiança da família é que a professora costumava de dormir no local de trabalho e que os vizinhos ao lado do prédio onde a vítima tinha a loja não perceberam nada de estranho e nada diferente do dia a dia na loja. Familiares informaram à polícia que Lucineia Alves dos Santos era solteira e que nunca presenciaram ela com ninguém que comprovasse que tivesse algum envolvimento amoroso.

A família informou também que a comerciante e professora vítima teria feito recentemente um empréstimo de aproximadamente R$16.000 sendo que não sabem informar se este valor estaria na loja ou na residência onde a mesma residia com sua irmã.

Tão logo o corpo da vítima foi encontrado, a Polícia Militar acionou a Polícia Civil para dar início aos primeiros levantamentos de local de crime e averiguar possíveis câmeras de segurança que possam ajudar nas investigações e chegar até o criminoso.

(JR. Avelar)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios