CRISE NO FUTEBOL: Sem grana, 17 clubes paraenses da Segundinha enviam carta à CBF pedindo ajuda

Movimento nacional conta com mais de 200 clubes que disputam as divisões de acesso nos estaduais pelo Brasil

Após a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) dar um aporte financeiro aos clubes que disputam as Séries C e D, além das equipes que participam dos Brasileiros feminino, outros clubes exigem também uma ajuda.

Mais de 200 clubes de todo o país que disputam as Segundas divisões estaduais, criaram um movimento e entregaram uma carta ao presidente da CBF, Rogério Caboclo, solicitando uma ajuda financeira. De acordo com os representantes das equipes, esse dinheiro seria para garantir a manutenção de despesas das agremiações, salários de funcionários, pagamentos de atletas e assim evitar que se declare falência.

O Estado do Pará possui 17 equipes solicitando ajuda financeira à CBF. Segundo  Marco Antônio Garrido, presidente do Paraense Sport Club e também representante dos clubes  do estado, a situação é de penúria e pede que a CBF olhe por esses times da divisão de acesso, que gera mais de 15 mil postos de trabalhos no Brasil.

“Não existe um calendário fixo no Brasil, então a Segunda Divisão em alguns estados já começaram, em outras iria iniciar. Aqui no Pará alguns clubes já haviam contratado pensando na Segundinha e isso resulta em gastos. Paramos todas as atividades dos clubes e os funcionários ficaram de receber salários. Do pouco que se tinha de receita, perdemos, pois os  patrocínios que arrumamos decidiram parar devido à pandemia. Como que fica para manter esses atletas? Temos também meninos das categorias de base nesses clubes, como que ficam? Em tempos normais já é difícil manter as despesas, imagine agora. Por isso solicitamos essa ajuda”, comentou.

EXCLUÍDOS

Garrido explica que o problema é geral e que as Federações  não possuem dinheiro para custear o campeonato e reclama de apenas clubes que disputam competições nacionais tenham recebido ajuda.

“Nós disputamos as competições estaduais, mas também somos filiados à CBF, pagamos nossas taxas todos os anos. Não acho justo, a maioria dos clubes do Brasil ficar de fora dessa ajuda. O futebol não é só Séries A, B, C e D. A maioria das agremiações estão passando por uma crise sem precedentes e empregam muitas pessoas”, finalizou.

Além dos R$100 mil, as equipes que disputam as divisões de acesso nos estaduais solicitam também as isenções de taxas nas Federações e na CBF e que a entidade máxima do futebol leve até o Governo Federal uma proposta para que os clubes sejam contemplados nos programas de incentivo.

AJUDA

No Pará, cinco clubes foram beneficiados com ajuda da CBF, Remo e Paysandu, que disputam a Série C, receberam R$200 cada. Independente de Tucuruí e Bragantino, que estão na Série D receberam R$120 cada um e o Madre Celeste, que joga a Série A2 do Brasileiro, ficou com R$50 mil.

Veja os clubes da Segunda divisão paraense que assinaram a carta à CBF

Pinheirense

Vênus

Tuna Luso

União Paraense

Gavião Kyilatejê

São Francisco

Sport Belém

Vila Rica

Tiradentes

Desportiva

Santa Rosa

Pedreira

Parauapebas

Izabelense

Cametá

Paraense Sport Club

São Raimundo

Com informações: O LIberal

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios