DESESPERO: Marqueteiros da velha política em Parauapebas, começam a disparar Fake News na cidade contra os novos pré-candidatos. Veja!

Uma avaliação feita pelo Jornal Folhão Agora em Parauapebas, afirmou que os marqueteiros da velha política começaram a disparar “Fake News” na cidade, contra os novos  pré-candidatos que surgiram fortemente em Parauapebas e que podem desbancar os grandes nomes da velha política na disputa da corrida eleitoral em 2020. Com a condenação de Valmir Mariano e Darci Lermen, expedido pelo Juiz Lauro Fontes Júnior, complicou ainda mais a situação dos velhos políticos. De acordo com o jornal,  os marqueteiros podem ter sido induzidos a “delatar fatos inexistentes”. A Ação Popular foi julgada, Darci Lermen e Valmir da Integral sofreram condenação no CASO PAZINATO, denúncia deu origem a investigação criminal que culminou na Operação Timóteo, realizada pela Polícia Federal. O juiz Lauro Fontes Júnior, da Vara da Fazenda Pública da Comarca de Parauapebas, proferiu sentença condenatória contra o atual prefeito de Parauapebas, Darci Lermen e também contra o ex-prefeito Valmir Mariano que já responde por vários processos no MP, no âmbito da Ação Popular n° 0006697-96.2013.8.14.0040.

Prefeito Darci Lermen e Valmir Mariano, são condenados pela Justiça em Ação Popular n° 0006697-96.2013.8.14.0040

Na corrida eleitoral, os conteúdos falsos se multiplicam nas redes e no WhatsApp. Desde o fim de semana, 11 publicações falsas de grande repercussão — entre textos, fotos e vídeos — foram desmentidas pelo jornal, o serviço de checagem do Grupo de comunicação, concluiu que muitos marqueteiros estão espalhando notícias falsas para tentar denegrir a imagem de novos nomes.

Um  forte nome que surgiu em Parauapebas, é da pré-candidata Francine Lopes do grupo Hipersenna, a empresária vem sendo atacada diariamente nas redes sociais, após seu nome ter crescido na cidade, e com isso, a empresária está incomodando muita gente ligada a velha política. Uma mensagem que está circulando na cidade, afirma que Francine Lopes pode ser vice de Darci Lermen nas próximas eleições municipais em 2020 e que a mesma estaria sendo procurada por Welney Carvalho, ex-secretário de finanças no governo de Bel Mesquita. Procurada pela nossa equipe de reportagem, Francine relatou que isso não é verdade, ela afirmou que não possui nenhuma ligação com o Prefeito de Parauapebas Darci Lermen e também nunca foi procurada por Welney Carvalho para tentar fechar qualquer acordo político. Outro fato que tomou proporção nas redes sociais, foram mensagens disparadas afirmando que Francine teria sido condenada por sonegação de impostos, procurada pela equipe de reportagem, os advogados da empresária, afirmaram que são mensagens caluniosas tentando denegrir a imagem da empresária na cidade. Ainda segundo os advogados, os autores dessas mensagens poderão responder na justiça por crime virtual. Francine Lopes relatou que sua pré-candidatura é um desejo de melhorar a qualidade de vida do povo Parauapebense, e que a cidade precisa urgente de melhorias e de pessoas que realmente possam cuidar do povo.

Foto divulgação: Francine do Hipersenna,

Outros nomes de pré-candidatos que irão concorrer ao cargo de prefeito e vereadores, também estão sendo prejudicados pelo os velhos marqueteiros que disparam mensagens 24h nas redes sociais, com objetivo de denegrir a imagem dos pré-candidatos.

Compartilhar conteúdos falsos pela internet, seja por aplicativos de mensagem ou pelas redes sociais, pode se tornar crime com pena de prisão que varia de um a três anos. A proposta, concretizada no projeto de lei (PL) 473/2017, do senador Ciro Nogueira (PP-PI), foi apresentada ao Senado no final do ano passado no Congresso Nacional.

Direto da Redação do Portal do Carajás com informações do Jornal Folhão Agora

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios