Detento é encontrado morto em presídio agrícola de Marabá

Ainda segundo a direção, o interno havia informado que seria "neutro" e que poderia ficar em qualquer bloco, pois não tinha rivalidades com outros presos, nem fazia parte de associação criminosa

O detento Kaynathan Lima da Silva foi encontrado morto, na última segunda (7), no Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (Crama), em Marabá, no sudeste do Pará, de acordo com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe).

A direção da unidade prisional informou que o preso foi encontrado com indícios de asfixia mecânica e que ele estava na unidade há seis dias. Ainda segundo a direção, o interno havia informado que seria “neutro” e que poderia ficar em qualquer bloco, pois não tinha rivalidades com outros presos, nem fazia parte de associação criminosa.

A Susipe informou, em nota, que todas providências legais foram tomadas. O Instituto Médico Legal removeu o corpo e a Polícia Civil investiga o caso.

Ainda segundo a Susipe, a família do detento foi informada e o traslado do corpo está sendo providenciado de Marabá para Ourém, onde a família mora.

FONTE: G1 Pará

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios