Fluminense aguarda definições para montar elenco para 2020

Apenas cinco jogadores considerados titulares em 2019 têm a permanência garantida no Tricolor para a próxima temporada e clube depende de acertos para definir o planejamento

O técnico Odair Hellmann será apresentado na próxima quinta-feira no Fluminense, sem saber exatamente com quais jogadores poderá contar em 2020. Do time que terminou 2019 considerado o titular, apenas cinco atletas têm a permanência garantida no Tricolor para a próxima temporada. São eles Muriel, Gilberto, Nino, Ganso e Marcos Paulo. Os demais, ou aguardam definição sobre uma eventual permanência ou já tomaram o caminho de saída das Laranjeiras.

A última vez que o Tricolor atuou com o que era tido com a força máxima pelo ex-treinador Marcão foi na partida contra o São Paulo, pela 31ª rodada do Brasileirão. Na vitória por 2 a 0 do Flu, no Morumbi, o time entrou em campo com a seguinte escalação: Muriel; Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri, Allan, Daniel e Ganso; Yony González e Marcos Paulo.

O gol é a posição que menos preocupa para 2020. O titular Muriel desfalcou a equipe na reta final do Brasileirão e foi substituído à altura pelo reserva Marcos Felipe. Ambos têm contrato até 2022 e a permanência assegurada.

O lateral-direito Gilberto, que está emprestado até o final do ano, é outro que deve permanecer. O Fluminense obteve o sinal verde da Fiorentina, da Itália para adquirir metade dos direitos econômicos do atleta e acerta detalhes para fechar a transação. O clube das Laranjeiras também vai exercer a opção de compra do zagueiro Nino, vinculado ao Criciúma será dono de 60% dos direitos do jogador.

Já o meia Paulo Henrique Ganso tem contrato firmado por cinco temporadas e não teve propostas para deixar o clube. O jogador de 29 anos está vinculado ao Flu até o final de 2023. No ataque, Marcos Paulo teve uma eventual venda descartada pelo presidente Mário Bittencourt, na última sexta-feira.

Indefinições preocupam

O meio-campo tricolor pode ser o setor que mais venha a sofrer mudanças na próxima temporada. Odair Hellmann não poderá repetir o quarteto titular de 2019, formado por Yuri, Allan, Daniel e Ganso. Por Yuri, o Flu fez proposta ao Santos para adquirir metade dos direitos do volante e aguarda resposta. Com Allan, que pertence ao Liverpool, da Inglaterra, o Tricolor tenta a prorrogação do empréstimo por mais um ano, uma vez que o atual se encerra no dia 31 de dezembro. Já Daniel acertou a transferência para o Bahia. O veterano Nenê, titular em diversas oportunidades ao longo do ano, tem vínculo até o final de 2020.

Na lateral-esquerda reside a maior preocupação nas Laranjeiras. Caio Henrique foi destaque na temporada atuando no setor e tem despertado interesse de outros clubes brasileiros, como o Grêmio. O Fluminense tenta entrar em acordo com o Atlético de Madrid, dono dos direitos econômicos do jovem de 22 anos, para renovar o empréstimo vigente até o dia 31 de dezembro por mais uma temporada, mas a permanência dele é vista como difícil. Caio vai disputar o Torneio Pré-Olímpico com a Seleção Brasileira Sub-23 no início de janeiro e, até lá, nada deve ser resolvido.

O setor ofensivo também teve baixas significativas. Yony González, artilheiro tricolor na temporada, foi procurado pelo clube, mas decidiu não permanecer e já se despediu. João Pedro, titular em boa parte das partidas no primeiro semestre, também deixou as Laranjeiras rumo ao Watford, da Inglaterra. A situação mais preocupante é a de Evanílson. Destaque na última partida contra o Corinthians, em que marcou dois gols, o jogador de 20 anos assinou um pré-contrato com o Tombense-MG, clube vinculado ao seu empresário. O Fluminense corre contra o tempo para mantê-lo ou receber alguma compensação financeira.

O Tricolor também negocia a permanência do zagueiro Digão e a dos atacantes Wellington Nem e Pablo Dyego, todos com empréstimos finalizando no dia 31 de dezembro.

Quanto à lista de atletas fora dos planos, alguns nomes já foram definidos. Agenor, Airton, Brenner, Ewandro e Guilherme não vão permanecer no clube.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios