Frank James Candidato a Deputado Federal repercute suspensão da Hydro no Pará

Amigos, ontem(3) o estado do Pará foi surpreendido com a notícia da paralisação de 100% das atividades da mineradora multinacional do alumínio Hydro, em Barcarena, e da Mineração Paragominas, em Paragominas. O anúncio, feito pela própria Hydro, ocorre em razão do vazamento de resíduos em rios e igarapés de Barcarena flagrado em fevereiro deste ano e que ganhou repercussão mundial. A empresa já estava com 50% das atividades suspensas.
Do ponto de vista social, o prejuízo às famílias atingidas pelo vazamento, especialmente no tocante à saúde pública, é incomensurável. Do ponto de vista ambiental, a reparação de danos é igualmente incalculável.
Agora, com o anúncio da paralisação, vem à tona o prejuízo econômico mais agressivo para os municípios envolvidos na cadeia do alumínio, Barcarena e Paragominas. Os dois possuem mais de 100 mil habitantes e dependem, sobremaneira, das operações de mineração para sobreviver.
Paragominas tem uma poderosa força agropecuária, mas é a indústria mineral quem, de fato, enche os cofres públicos. A Mineração Paragominas é a 3ª mineradora que mais movimenta recursos minerais no Pará, com quase R$ 795 milhões entre janeiro e setembro deste ano. Só em royalties, a empresa já rendeu quase R$ 17 milhões à Prefeitura de Paragominas, sem contar as operações de impostos e a massa salarial.
Já Barcarena tem 90% de sua economia dependentes da transformação do minério de alumínio que sai da mina de Paragominas. A força da Hydro em Barcarena é tamanha que faz a Prefeitura de Barcarena ser a 6ª mais rica do Pará, superando até a de Castanhal, que tem quase duas vezes mais habitantes para cuidar. Sem contar os milhares de empregos gerados pela cadeia do alumínio naquele município.
Por outro lado, ano passado, Barcarena foi considerado o município com mais de 100 mil habitantes com o pior saneamento básico do país, o que mostra claramente que, mesmo com seu poder financeiro, dinheiro não é a solução de todos os problemas.
Mas e agora, com a paralisação da Hydro e, consequentemente, sem dinheiro? Como Barcarena vai sobreviver? E Paragominas, que sentirá os efeitos no reforço do caixa, em decorrência da não entrada de royalties e impostos da mineração?
Transportando esse exemplo de Barcarena e Paragominas a Parauapebas, pense neste município sem a Vale, pela paralisação qualquer desta multinacional que produz aqui o melhor minério de ferro do mundo. A economia local vai à lona. A arrecadação bilionária cai a um terço do seu valor. Milhares de pessoas passando à condição de desempregadas.
A nossa região não está preparada para imprevistos e até para os previstos, como a exaustão das minas, que todos sabem que, mais cedo ou mais tarde, vai ocorrer. Na atual conjuntura, Parauapebas, mesmo tendo o tamanho de Castanhal, não conseguiria sobreviver com a receita de Castanhal. É impensável algo do tipo para um município que se viciou em viver com muito e pouco oferecer.
Lamentável ainda que nada, absolutamente nada, temos preparado para antever os eventos inesperados, especialmente os de ordem econômica, por mais absurda que possa ser sua ocorrência.
Então, que a situação de nossos municípios coirmãos sirva de alerta para que possamos pensar num Parauapebas economicamente sustentável e socialmente viável, sob pena de padecer dos mesmos males que poderão vir a atingir outrem.

Frank James (PRTB) 2800
Candidato a deputado federal

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios