Garimpeiros seguem com bloqueio da PA-279 em Ourilândia do Norte

Em protestos contra ações do Ibama e pedindo a legalização de áreas de garimpos na região, garimpeiros seguem com o boqueio da Rodovia PA-279, em Ourilândia do Norte, no sudeste do Pará. O protesto começou no início da tarde da última segunda-feira, 28, e não tem hora para acabar, segundo os manifestantes.

Eles montaram acampamento às proximidades do aeroporto da cidade e passaram à noite no local. Os garimpeiros combinaram de liberar a pista de 12 em 12 horas.

Na madrugada de hoje, segunda-feira, 29, a via foi liberada por volta de 2 horas, sendo meia hora para cada lado da pista. Eles, no entanto, estão liberando a passagem de ambulâncias e viaturas policiais.

Para manter os manifestantes no local, foi organizado um mutirão para fazer alimentação e fornecer água. Durante a noite, fizeram churrasco e dizem que há alimento para garantir a permanência dos manifestantes no protesto pelo tempo que for necessário.

Manifestantes fizeram churrasco para passar a noite no bloqueio a PA /

Eles dizem que só liberam a rodovia após serem ouvidos por representantes do Governo Federal e terem garantias que o pleito deles será analisado. Os manifestantes querem que a União legalize as áreas via Permissão de Lavra Garimpeira (PLG) no município e também em outras áreas do sul e sudeste do Pará, onde há garimpos operando de forma clandestina.

De acordo com a Cooperativa dos Garimpeiros do município de Ourilândia do Norte, cerca de 2 mil garimpeiros estão no protesto. Ainda segundo a organização, estão na luta pela legalização de área de lavra 10 mil garimpeiros dos municípios São Félix do Xingu, Ourilândia do Norte, Tucumã, Redenção e Xinguara. Nas ações do Ibama realizadas recentemente na região, garimpos clandestinos foram fechados.

Fonte: Correio de Carajás (Tina Santos)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios