DestaquePará

Governo não atende exigências e servidores do Detran ameaçam greve

Após audiência de conciliação realizada na manhã desta sexta-feira (14), no Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), servidores do Departamento de Trânsito do Pará (Detran-PA) anunciaram que vão realizar nova assembleia na próxima semana para decidir se entram ou não em greve.

“Nossa audiência foi frustrada, disseram que não podem atender as exigências mínimas como o pedido de realização de concurso e a recuperação da estrutura do Detran. A justificativa é que estão em período eleitoral”, disse Élison Oliveira, presidente do Sindtran (Sindicato dos Trabalhadores de Trânsito do Pará).

Pautas

O sindicato exige: investimentos no órgão, tanto da capital quanto do interior do estado para diminuir o sucateamento; o fim da terceirização; e a realização de um novo concurso público que preencha cerca de 800 cargos vagos existentes.

“Trabalhamos em um ambiente insalubre e sabemos que o Estado tem capacidade de atender os pedidos mínimos, mas claramente o serviço público não é prioridade na gestão do atual governo”, reiterou Oliveira.

Agendas

No dia 24 de setembro, o sindicato deve decidir se vai ou não grevar por tempo determinado, no período de 27 de setembro a 05 de outubro. De acordo com o presidente do sindicato, a possibilidade é grande para que isso aconteça.

Antes disso, no dia 20 deste mês, será feito um ato público em frente o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) na tentativa de pressionar e agilizar a apuração das denúncias contra o Detran feita pelos próprios servidores.

(DOL)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios