DestaqueGeral

Homem que ameaçou Bolsonaro em vídeo é preso

Um homem foi preso em Pernambuco após gravar um vídeo ameaçando o presidente eleito Jair Bolsonaro, no dia de ontem  quinta-feira (13).

O homem foi preso acusado de tráfico de drogas e porte ilegal de armas. Logo após a detenção, os policiais descobriram a gravação comprometedora no celular do suspeito: com um revólver em mãos, disse que mataria o futuro chefe do Executivo.

Bolsonaro chegou a repercutir a situação no Twitter. Ele afirmou que “o brasileiro sofre diariamente com ameaças às claras em todos os estados do Brasil” e disse que “cabe ao Executivo, Judiciário em conjunto com parlamentares, agirem em prol da defesa do cidadão de bem, criando dispositivos para retarguarda jurídica dos Agentes de Segurança Pública”.

Olha ai quem acabou de ser preso após ameaçar o Presidente @jairbolsonaro em vídeo… pic.twitter.com/BqxzGtv6LU

— Sol do Sul (@FrauBraunn) 12 de dezembro de 2018

Em um vídeo postado nas redes sociais, o suspeito, identificado como Edson Gomes de Melo, de 32 anos, xinga o capitão da reserva do Exército e diz que vai matá-lo. “Você num (sic) vai liberar tudo, né? Libera isso aqui (revólver) na tua cara, arrombado (sic). Fica ligeiro. Antes de você me pegar, vou pegar você. Vou matar você”, ameaça o rapaz.

Edson respondia em liberdade por um homicídio cometido em 2016, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, e também havia sido enquadrado na Lei Maria da Penha, por ter agredido uma ex-companheira.

(Com informações do site Justiça ao Minuto)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios