DestaquePará

Ibama desmonta 10 acampamentos de garimpo ilegal de ouro no sudeste do Pará durante operação

A operação que contou com o apoio das Polícias Federal e Militar desativou 27 escavadeiras hidráulicas, 11 balsas, 26 motobombas, 3 tratores e 2 pistas de pouso clandestinas, além da apreensão de duas espingardas na Terra Indígena (TI) Kayapó.

O Ibama divulgou nesta terça-feira (28), o resultado de uma operação contra o garimpo ilegal de ouro nos municípios de Cumaru do Norte, Bannach, Ourilândia do Norte e São Felix do Xingu, no sudeste do Pará. A operação que contou com o apoio das Polícias Federal e Militar desativou 27 escavadeiras hidráulicas, 11 balsas, 26 motobombas, 3 tratores e 2 pistas de pouso clandestinas, além da apreensão de duas espingardas na Terra Indígena (TI) Kayapó. Dez acampamentos que davam suporte à atividade ilegal foram desmontados.

Nos últimos quatro anos, esta é a quinta vez que o Grupo Especializado de Fiscalização (GEF) do Ibama realiza ação de combate ao garimpo ilegal na TI Kayapó. O ciclo de operações foi iniciado a pedido da Fundação Nacional do Índio (Funai). Em outubro de 2017, o GEF desativou 13 balsas, 12 escavadeiras hidráulicas e 4 motobombas na região da TI. Na ocasião, cerca de 700 gramas de mercúrio foram apreendidos pelos agentes ambientais.

Autorizada pela legislação, a destruição de equipamentos usados para a prática de crimes ambientais é realizada somente em casos excepcionais. Em Terras Indígenas e Unidades de Conservação, onde a remoção do maquinário é inviável na maioria dos casos, a desativação é a única medida efetiva para impedir a continuidade do dano ambiental.

Fonte: G1 Pará

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios