DestaquePará

Mais 700 PMs serão efetivados nos próximos meses no Pará

Durante coletiva concedida à imprensa, após a cerimônia que marcou a passagem de comando para o novo chefe dos Bombeiros no Pará, o governador Helder Barbalho falou sobre o trabalho para cumprir uma das promessas de campanha: polícia presente. E hoje, no aniversário de Belém, 60 viaturas da Polícia Militar serão colocadas nas ruas da capital e Região Metropolitana de Belém para reforçar o efetivo. As viaturas estavam em atividade meio e administrativa. Além disso, Helder garantiu que vai reforçar a segurança nas ruas das cidades mais violentas do Estado com um efetivo maior.

“Nos próximos meses estaremos efetivando 700 novos policiais militares que são excedentes de concursos públicos passados. E estaremos abrindo novos concursos para que aproximemos ao número ideal para fazermos frente a todas as demandas da área da segurança e possamos prover o direito do cidadão que é ter paz e presença da polícia”, afirmou.

O comandante geral da Polícia Militar, Dilson Júnior, explicou que a partir de hoje, inicia a Operação Metrópole, que ocorrerá em Belém, Ananindeua e Marituba. Com as 60 novas viaturas, isso representará 180 policiais militares a mais nas ruas. A operação vai ocorrer no horário mais crítico de ocorrências, de 17h às 23h. “Essa operação vai resultar no incremento de mais de 50% nas viaturas presentes do policiamento neste horário que é o mais crítico em todo o Estado. Nosso foco é reduzir roubos e homicídios nesse horário”, explica.

Os bairros não foram divulgados pelo comandante, mas segundo ele, “a população vai sentir a diferença” ao longo de todo o ano. “O governador autorizou a suplementação de recursos para ser paga a jornada operacional para esse pessoal que vai trabalhar na folga todos os dias à noite. Será um combate maior com policiamento na rua e investigação mais qualificada por parte da Polícia Civil”, garante Dilson Júnior. A população também pode ajudar o trabalho da polícia por meio do canal de comunicação: 181.

Governador avaliará demandas dos Bombeiros do Pará

Descentralizar o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Pará (CBMPA), mudar a estruturação, administração, comportamento e levar serviços a toda sociedade. Esses são os principais objetivos e desafios do coronel Hayman Apolo Gomes de Souza, novo comandante geral empossado na tarde de ontem (11) pelo governador do Estado, Helder Barbalho. Como primeiro ato da gestão do comandante, também empossado como coordenador adjunto da Defesa Civil estadual, ele entregou ao governador documento técnico com as demandas necessárias da corporação. Helder se comprometeu dar celeridade ao pedido.

A cerimônia solene de passagem de comando ocorreu na sede do Comando, localizado na avenida Júlio César, em Belém, e contou com a presença de autoridades militares, do Governo e políticas, da esfera estadual e federal. O coronel Hayman é o 51º comandante geral do CBMPA. Ele tem 49 anos, quase 27 deles de tempo de serviço. Antes de assumir o cargo, o coronel exercia a função de diretor de serviços técnicos do Corpo de Bombeiros. É casado e tem dois filhos. Assumiu também como subcomandante, o coronel Alexandre Costa Nascimento.

Para o governador Helder Barbalho, “é necessária a modernização legislativa com a construção de um novo arcabouço legal para o pleno exercício do Corpo de Bombeiros”. Com o pedido do novo comandante, Helder encaminhará à Procuradoria Geral do Estado para que possa visualizar e adequar as sugestões e que sejam encaminhadas à Assembleia Legislativa do Estado no intuito de construir não apenas melhor condição para o exercício da função, como também a ampliação no efetivo do CBMPA em todo o Estado.

LEMBRANÇA

A posse do novo comandante do CB também o deixou emocionado. “É um momento ímpar. Entrei em 1992, quando o senador Jader Barbalho era governador. Na época, ele me deu posse no ingresso na academia. E hoje, é uma satisfação para mim, o filho dele, governador Helder, vem me empossar como comandante geral. Uma emoção muito grande. Não tem preço”, comemorou.

(Michelle Daniel/Diário do Pará)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios