BrasilDestaqueGeralNotícias

Menina de 4 anos morre após ser picada por escorpião escondido em moletom no interior de SP

Giovana Mendes gritou e mãe tentou tirar o aracnídeo, e também foi picada. Criança foi socorrida e encaminhada para a Santa Casa de Ourinhos, mas não resistiu a paradas respiratórias.

Uma criança de 4 anos morreu após ser picada por um escorpião na última segunda-feira (22), em Ourinhos (SP). Giovana Mendes foi picada quando colocava a blusa antes de ir para a escola.

De acordo com familiares, a menina pediu para que a mãe colocasse uma blusa de frio nela. Ao vestir, Giovana começou a gritar de dor e a mãe viu o escorpião.

Quando tentou tirar o aracnídeo, a mãe também acabou sendo picada. As duas foram socorridas para a Unidade de Pronto Atendimento. A mãe foi atendida e liberada em seguida.

Menina de 4 anos morre após ser picada por escorpião em Ourinhos

Menina de 4 anos morre após ser picada por escorpião em Ourinhos

Giovana foi medicada e levada para observação na sala de emergência. Mas seu estado de saúde piorou e ela não resistiu a paradas respiratórias.

O corpo da menina foi enterrado na manhã desta terça-feira (23), no Cemitério da Saudade.

Outros casos na região

Em Cabrália Paulista, a menina Yasmin Lemos Campos, de 4 anos, morreu após ser picada por um escorpião no quintal da casa onde morava, em julho deste ano. A menina passou por três cidades e, em duas delas, não havia soro antiescorpiônico.

Menina de 4 anos foi picada por escorpião em Cabrália Paulista — Foto: Reprodução/TV TEM

Menina de 4 anos foi picada por escorpião em Cabrália Paulista — Foto: Reprodução/TV TEM

Já em Barra Bonita, em abril, Brian Gabriel Alves, de 6 anos, também morreu após ser picado. Segundo o pai do garoto, não havia soro no hospital da cidade. E, cerca de 40 minutos após sua entrada, ele foi transferido para a Santa Casa de Jaú, cidade vizinha.

Em Jaú, o garoto tomou o soro, mas não resistiu e morreu cerca de três horas depois de ter sofrido a picada.

Ação do MPF

Após esses casos, o Ministério Público Federal (MPF) entrou com uma ação para que a União e o Estado de São Paulo disponibilizem, pelo menos, seis doses de soro antiescorpiônico em cada um dos municípios da região de Jaú.

A medida foi acatada e as doses devem ser distribuídas no prazo máximo de 20 dias a partir desta terça-feira (23).

Atualmente, as cidades de Bariri, Barra Bonita, Bocaina, Boraceia, Brotas, Dois Córregos, Igaraçu do Tietê, Itaju, Itapuí, Mineiros do Tietê e Torrinha não possuem doses em suas unidades de saúde, o que obriga a população a se deslocar até Jaú para receber o tratamento sorológico, quando necessário.

O pedido do MPF para que todas as 11 cidades contem com um estoque mínimo de soro visa garantir o atendimento emergencial em episódios graves de picadas de escorpião, geralmente envolvendo idosos e crianças, nos quais a administração do antídoto é muitas vezes a única maneira de salvar a vítima. Nesses casos, é recomendada a aplicação de seis ampolas do antiveneno em curto espaço de tempo. A decisão também determina a preservação das 12 unidades do antídoto mantidas atualmente na Santa Casa de Misericórdia de Jaú, bem como a reposição imediata das doses utilizadas, sob pena de multa de R$ 15 mil em caso de descumprimento.

Garoto de 6 anos morre após ser picado por escorpião em Barra Bonita, Brian Gabriel Alves — Foto: Facebook/ReproduçãoGaroto de 6 anos morre após ser picado por escorpião em Barra Bonita, Brian Gabriel Alves — Foto: Facebook/Reprodução

Garoto de 6 anos morre após ser picado por escorpião em Barra Bonita, Brian Gabriel Alves — Foto: Facebook/Reprodução

Fonte: G1

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios