DestaquePará

MENINAS SUPERPODEROSAS : PRESAS TRÊS MULHERES POR FRAUDE NA PROVA DO DETRAN DO PARÁ

Três mulheres foram presas suspeitas de fraude no concurso público para o cargo de Agente de Fiscalização de Trânsito, do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran), ocorrido na tarde deste ultimo domingo (10).

As prisões aconteceram após investigações do Núcleo de Inteligência Policial (NIP), da Polícia Civil do Estado.

Luna Bianca da Vera Cruz, Dalilla Taiany Carvalho Coelho e Grasiele Quaresma Mendes foram presas em flagrante delito, pelos crimes de fraude em certame de interesse público (art. 311-A, inciso I, parágrafo segundo), falsidade ideológica (art. 299) e associação criminosa (art. 288), todos do Código Penal Brasileiro.

Os locais onde as presas estavam realizando as provas foram no NPI e Escola de Enfermagem, Campus IV, da Uepa.

Grasiele estava realizando a prova se passando por outra candidata, Luna, além de perpetrar a fraude.

Com Dalilla e Grasiele os policiais civis encontraram dois pequenos aparelhos celulares, que estavam funcionando como receptor dos gabaritos das provas, bem como uma Carteira Nacional de Habilitação falsa.

A apresentação das presas ocorreu na Divisão de Investigações e Operações Especiais (DIOE), onde foi lavrado o Auto de Prisão em Flagrante Delito.

As investigações continuam para identificar e prender mais envolvidos para que a fraude ocorresse.

PROVA CANCELADA

A prova para o cargo de Agente de Educação de Trânsito do Departamento de Trânsito do Pará (Detran), realizada pela manhã, foi cancelada segundo informações da Secretaria de Administração do Estado (Sead).

Candidatos denunciaram uma possível fraude, após afirmarem que os responsáveis pela fiscalização em uma sala, no Colégio Santo Antônio, no bairro da Campina, em Belém, não abriram o lacre das provas na frente dos candidatos.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios