Mísseis lançados de Gaza voltam a atingir Israel nesta terça

Um homem morreu e duas mulheres ficaram feridas em Israel. Ataques do exército israelense deixaram quatro palestinos mortos no enclave palestino.

Dezenas de mísseis lançados a partir da Faixa de Gaza atingiram o sul de Israel nesta terça-feira (13). Um homem que estava em um prédio residencial morreu e duas mulheres ficaram gravemente feridas, em Ashkelon, após o prédio em que estavam ser atingido.

A nova escalada de violência começou após uma operação secreta israelense na Faixa de Gaza, no domingo (11). Em retaliação, palestinos lançaram mísseis contra a região sul de Israel, que respondeu bombardeando o enclave palestino. Essa já é considerada a mais séria escalada desde a guerra Israel-Hamas em 2014.

Desde a tarde de segunda-feira (12), o exército israelense afirmou que 370 mísseis já foram lançados a partir da Faixa de Gaza. Cerca de 100 deles foram interceptados pelo sistema de defesa de Israel, o Iron Dome. Um ônibus israelense foi atingido por um projétil em Kfar Azza na segunda. Em retaliação, Israel tem atacado o enclave palestino.

Em balanço divulgado nesta terça, autoridades palestinas informaram à AP que até agora quatro palestinos morreram. Em Israel, 20 pessoas ficaram feridas – algumas gravemente.

Homem olha nesta terça-feira (13) prédio danificado na cidade israelense de Ashkelon. Ele foi atingido por míssil lançado a partir da Faixa de Gaza  — Foto: Ronen Zvulun/ Reuters
Homem olha nesta terça-feira (13) prédio danificado na cidade israelense de Ashkelon. Ele foi atingido por míssil lançado a partir da Faixa de Gaza — Foto: Ronen Zvulun/ Reuters

Novas ameaças

O braço armado do Hamas, que administra a Faixa de Gaza, ameaçou intensificar seus ataques e lançar mísseis capazes de atingir cidades mais ao norte, como Ashdod e Beersheba, caso Israel dê continuidade aos seus ataques aéreos.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios