Morales anuncia candidatos do partido MAS para eleição da Bolívia

Ex-presidente nomeia seu ex-ministro da Economia Luis Arce Catacora como candidato presidencial

O ex-líder boliviano Evo Morales anunciou no domingo, da Argentina, os candidatos do seu partido socialista para a eleição da Bolívia em 3 de maio, que servirá como uma repetição da disputa de outubro e será a primeira em cerca de duas décadas sem ele.

Em uma entrevista coletiva em Buenos Aires, Morales nomeou seu ex-ministro da Economia Luis Arce Catacora como candidato presidencial do Movimento ao Socialismo (MAS), com o ex-ministro das Relações Exteriores David Choquehuanca como seu companheiro de chapa.

Morales revelou os nomes depois de se reunir no final de semana com autoridades do MAS que viajaram para a capital argentina, onde Morales vive depois de aceitar uma oferta de asilo. Ele está impedido de concorrer à Presidência novamente.

Os nomes diferiram de uma chapa anunciada na sexta-feira por autoridades do MAS em La Paz, que tinha Choquehuanca como candidato à Presidência do partido.

Na ocasião, uma autoridade do partido disse que a chapa – incluindo o discípulo de Morales e o plantador de coca Andronico Rodríguez como candidato a vice-presidente – era resultado de consenso do partido.

Mais tarde na sexta-feira, Morales escreveu no Twitter que a dupla era apenas “pré-candidata”, juntamente com dois de seus aliados próximos: Catacora e outro ex-ministro das Relações Exteriores, Diego Pary Rodríguez.

“Logo retornaremos à Bolívia para participar dessa luta de campanha”, disse Morales na entrevista coletiva.

“Quero dizer a todos que tenho um projeto político de libertação, não apenas para os bolivianos, mas para o mundo inteiro … que outro mundo sem capitalismo é possível.”

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios