Mulher é assassinada a tiros pelo vizinho em Tailândia

Raimunda Moraes dos Santos, 52 anos de idade, foi morta a tiros na tarde da última terça-feira  07, em um sítio onde morava com o marido, em uma estrada vicinal no município de em Tailândia, nordeste paraense. O vizinho da vítima, identificado como Francisco, é o principal suspeito de cometer o feminicídio.

O esposo de Raimunda informou à polícia que o acusado teria feito ameaças ao casal no começo da tarde. Para fugir do acusado que estava armado com uma espingarda, o casal se escondeu dentro da própria casa.

A vítima estava determinada a denunciar o vizinho à polícia após as ameaças, por isso não seguiu as recomendações do marido para permanecer dentro de casa. Raimunda foi baleada no portão do sítio quando estava indo até a delegacia para registrar o Boletim de Ocorrência.

O acusado fugiu do local. A esposa de Francisco esteve na delegacia prestando depoimento. O corpo de Raimunda Moraes será encaminhado ainda nesta quarta-feira, 08, ao Instituto Médico Legal (IML) de Tucuruí para ser periciado. O caso é investigado pela Polícia Civil de Tailândia.

Fonte: Portal Tailândia

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios