Mulher traída corta pênis do namorado e joga na privada

A mulher se desculpou pelo ocorrido e disse ter "agido por impulso".

Uma mulher cortou o pênis do namorado e ainda jogou o membro na privada após descobrir uma suposta traição. O caso, que está chocando o mundo, aconteceu na cidade de Changhua, em Taiwan.

Após cometer a barbaridade, a mulher, identificada como Phung, se entregou em uma delegacia. Aos agentes, ela contou que usou uma tesoura de cozinha para cortar o genital do namorado e jogá-lo na privada para que não pudesse ser reimplantado. Ela deu descarga e tudo.

Segundo informações do jornal britânico Daily Mirror, a vítima, um homem de 52 anos, identificado apenas como Huang, estava dormindo após ter jantado quando sofreu o ataque. Antes de conseguir reagir, a lâmina afiada decepou seu órgão genital.

Em seu relato na delegacia, Phung afirmou ter cortado o membro do companheiro após ter desconfiado da suposta traição, mas que não tinha certeza. Na sequência, se desculpou pelo ocorrido e disse ter “agido por impulso”.

Uma equipe de paramédicos foi ao apartamento, realizou os primeiros socorros e encaminhou o homem para um hospital . Em entrevista ao Taipei Times, o porta-voz dos bombeiros afirmou que ele “conseguia caminhar sozinho, mas sangrava profusamente”.

Os médicos que atenderam o homem revelaram que foi feito um processo cirúrgico para estancar o sangramento e que ele perdeu cerca de 1,5 cm do genital e não poderá mais ter relações sexuais. Além disso, uma cirurgia para a reconstrução da uretra foi necessária, mas que os outros órgãos genitais foram preservados.

Após a detenção da mulher e da apreensão da arma utilizada no crime, que foi encontrada próxima da parta da residência, a polícia pretende agora entender se a acusada colocou algum tipo de droga ou sonífero na comida do namorado para “facilitar o processo de extração”.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios