Níveis de radiação em cidade russa ficam 16 vezes acima do normal

Autoridades determinaram a retirada temporária de uma base militar perto da localidade de Nyonoksa

Os níveis de radiação dispararam na cidade russa de Severodvinsk, perto do local onde, na semana passada, ocorreu uma explosão. As autoridades determinaram a retirada temporária de uma base militar perto da localidade de Nyonoksa.

O Serviço Federal de Hidrometeorologia e Monitorização Ambiental (Rosgidromet) mediu os níveis de radiação na cidade de Severodvinsk, após a explosão de um motor, e considera que o acidente fez aumentar 16 vezes os níveis de radiação na área nos últimos dias.

A agência nuclear estatal da Rússia, Rosaton, informou que o acidente ocorreu durante teste de um motor em uma plataforma marítima no Mar Branco, provocando a morte de pelo menos cinco cientistas e ferindo três.

Inicialmente, o Ministério da Defesa da Rússia negou qualquer alteração dos níveis de radiação. Entretanto, no sábado (3), as autoridades russas admitiram que o acidente levou ao fechamento da base militar e das áreas próximas, ao norte da Rússia, devido a um aumento da radioatividade no local.

As autoridades russas pediram à população de uma vila perto do local do acidente, Nyonoksa, que abandonasse o local, pelo menos durante o processo de limpeza, alegando que a explosão provocou um pico de radiação.

“Recebemos uma notificação sobre as atividades planejadas das autoridades militares. Nesse sentido, os residentes de Nyonoksa foram incentivados a deixar a área da aldeia a partir do dia 14 de agosto”, disseram as autoridades de Severodvinsk, citadas pela Reuters.

Apesar da alteração de valores em Severodvinsk, a 40 quilômetros da base de testes de Nyonoksa, os níveis são muito pequenos para causar qualquer tipo de doença por radiação.

As autoridades de Severodvinsk afirmaram que os níveis de radiação só foram mais elevados do que o normal logo após a explosão e apenas durante 40 minutos.

Retirada da população

De acordo com a CNN, as autoridades russas tteriam cancelado a retirada dos moradores da aldeia, perto do local onde ocorreu a explosão.

O chefe do Departamento Administrativo da aldeia, Valery Mashenkov, citado pela agência russa Tass, explicou que uma vez que a base militar foi encerrada e as atividades nucleares foram suspensas, não há necessidade de retirar os habitantes de Nyonoska.

O aumento dos níveis de radioatividade, ainda que pareça ligeiro, pode indicar o envolvimento de combustível nuclear.

A explosão assustou as populações locais e fez com que as pessoas corressem às farmácias, nas cidades de Arkhangelsk e Severodvinsk, e esgotassem os estoques de iodo medicinal, usado para diminuir os efeitos da exposição à radiação.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios