DestaquePará

No Pará, exame prático do Detran serão monitorado por câmeras e sensores

Candidatos reclamam que não foram preparados para esse tipo de monitoramento e utilização de sensores de infração nas auto-escolas. Coordenador de Planejamento do órgão diz que novo exame coíbe fraudes no processos.

O Departamento de Trânsito (Dentran) do Pará passou a monitorar os exames práticos para novos condutores e mudança de categoria para a retirada da carteira de habilitação. Câmeras fora e dentro do veículo filmam todas as ações que são tomadas pelo condutor e fiscais durante o teste.

Para o coordenador de planejamento do Detran Pará, Walter Aragão, agora a exigência da prova será mais alta, já que tudo está sendo monitorado, sem que haja favorecimento de candidatos durante os exames.

“Um avanço no Detran do estado do Pará, atingindo o patamar de excelência de vários Detrans. Até conceito de nível internacional, buscando a confiabilidade, a comprovação, a exatidão, realmente, de que aquelas pessoas que estão fazendo aquelas avaliações práticas, elas realmente têm condições de serem habilitadas naquelas categorias que elas estão pretendendo”, disse.

A partir de agora, os alunos que farão o exame prático só poderão utilizar o carro disponibilizado pelo órgão. Os veículos possuem quatro câmeras de vídeo internas, um microfone que grava tudo que é dito dentro do veículo, além de sensores que acusam as infrações cometidas pelo condutor durante o teste.

“Você aprova o processo em um dia e no outro já põe. Os alunos que vieram das auto-escolas não esperavam por isso. Muitos alunos que vieram fazer prova, tanto de carro como de moto, se sentiram prejudicados por conta dos sensores. Nós não tivemos a disponibilização dos sensores na auto-escola, então a gente não sabe o que eles estão monitorando, a gente não sabe o que deve ser feito para chegar perto deles. Nada disso preparação a gente na auto-escola”, reclamou Arthur Alberto, aluno apto para a realização do exame prático no Detran.

Apesar das reclamações dos candidatos, o coordenador de planejamento do órgão acredita que desta forma as fraudes irão diminuar e o processo terá a sua credibilidade e confiança restauradadas.”Nos últimos anos hove denúncias nesse sentido, de irregularidades, processos e cartas de habilitações foram canceladas, servidores foram, inclusive, punidos. Nesse sentido, para dar credibilidade e confiança nesse exame de avaliação”, completou Walter Aragão.

Por enquanto, esse modelo de exame prático monitorado só está sendo utilizado em Belém. Nos próximos dias, as mudanças também serão aplicadas nas 16 agências do õrgão no estado. Os candidatos que quiserem questionar o resultado da prova, podem solicitar o arquivo dos exames feito.

Fonte: G1

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios