No Pará, polícia prende irmãos condenados por mandar matar prefeito de cidade paranaense

A Polícia Civil do Pará vai comunicar nesta segunda-feira, 21, a Justiça do Paraná sobre o cumprimento dos mandados de prisão dos irmãos Valdivino Teodoro dos Santos e José Airton dos Santos. Os dois foram presos, na última quarta-feira, 16, nos municípios de Trairão e Novo Progresso, no sudoeste paraense.

A dupla é foragida da Justiça paranaense. No sul do país, ambos foram condenados por terem sido mandantes do assassinato do então prefeito da cidade de Laranjal-PR, Vicente José da Costa. O crime ocorreu no ano de 1998. As prisões foram realizadas por policiais civis de Itaituba, Trairão e Novo Progresso, sob comando do delegado Vicente Gomes, superintendente regional do Tapajós.

Ainda com relação ao cumprimento dos mandados de prisão dos irmãos, o delegado Vicente ressalta que as Comarcas Judiciárias de Novo Progresso e de Itaituba já foram comunicadas formalmente sobre as prisões. Valdevino e José foram condenados às penas de 18 e 16 anos de prisão, respectivamente, pela Justiça do Paraná por homicídio triplamente qualificado.

Os condenados estão recolhidos no presídio Centro de Recuperação Regional de Itaituba desde quinta-feira, 17, à disposição do Judiciário paranaense. O cumprimento dos mandados de prisão por sentença condenatória transitada em julgado (que não cabe mais recurso na Justiça) dos irmãos Valdivino e José Airton foi resultado da operação denominada “Occultatum” coordenada pela Superintendência Regional do Tapajós.

Ex-vereador de Laranjal (PR), Valdivino dos Santos foi preso no distrito de Caracol, em Trairão. O irmão dele, José Airton, foi localizado em Novo Progresso. As duas prisões foram realizadas simultaneamente pela polícia civil.

De acordo com o delegado Vicente Gomes, desde a época do crime, os irmãos estavam na condição de foragidos do estado do Paraná. “Somente os executores do crime foram presos na época dos fatos. Desde o ano de 2001, os irmãos residiam em Novo Progresso e em Trairão, onde eram pessoas conhecidas nos municípios”, detalha o delegado.

Com informações da Polícia Civil.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios