Operação apreende 146 mil toneladas de manganês e destrói 3 mil pés de maconha no Pará

Operação Ágata Norte, que reúne Forças Armadas e órgãos federais, resultou na maior apreensão desse tipo de minério em condição ilegal no estado

Em quatro dias, a operação Ágata Norte apreendeu 146 mil toneladas de manganês ilegal e destruiu mais de 3 mil pé de maconha no Pará. É um esforço conjunto das Forças Armadas, Polícia Federal (PF), Agência Nacional de Mineração (ANM), Receita Federal (RFB) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O objetivo é o combate a crimes ambientais, tráfico de drogas, contrabando e descaminho. As ações ocorreram em Barcarena, Curralinho, Mosqueiro, Santarém e São Sebastião da Boa Vista.

Em quatro dias, a operação Ágata Norte apreendeu 146 mil toneladas de manganês ilegal e destruiu mais de 3 mil pé de maconha no Pará. É um esforço conjunto das Forças Armadas, Polícia Federal (PF), Agência Nacional de Mineração (ANM), Receita Federal (RFB) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O objetivo é o combate a crimes ambientais, tráfico de drogas, contrabando e descaminho. As ações ocorreram em Barcarena, Curralinho, Mosqueiro, Santarém e São Sebastião da Boa Vista.

No dia 23 de outubro, duas pessoas foram presas, em flagrante, em empresas localizadas na área do Porto de Vila do Conde, em Barcarena. Elas não tinham documentação que comprovasse a origem lícita do manganês. No dia seguinte, mais de 146 mil toneladas de minério de manganês também foram apreendidas no porto de exportações em Vila do Conde. Os 186 contêineres com manganês seriam destinados a China.

Todo o minério apreendido era de origem ilegal, extraídos no Pará e vendidos com notas fiscais “esquentadas” por empresas que possuem autorização de lavra. Além do minério, houve apreensão de maquinários. O minério de manganês é considerado material essencial na fabricação de ligas metálicas, combinado, principalmente, com o ferro na produção de aço. Esta foi a maior apreensão já realizada no estado, apontam a PF e as Forças Armadas, em nota.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios