Operação “Fake News” prende nove suspeitos de disseminarem notícias falsas nas redes sociais

Os mandados foram cumpridos nas cidades de Floresta do Araguaia e Parauapebas

 Nove mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Civil, durante a operação “Fake News”, realizada nas cidades de Floresta do Araguaia e Parauapebas, no sudeste paraense, na última quinta-feira, 2.

 A operação, cuja investigação iniciou em fevereiro, tem como objetivo identificar os autores e apreender celulares suspeitos de serem utilizados como fonte de disseminação de notícias falsas nas redes sociais.

Segundo o delegado Luiz Antônio Ferreira, titular da Superintendência Regional do Araguaia Paraense, os mandados foram expedidos pelo Poder Judiciário de Conceição do Araguaia, após as vítimas procurarem a Polícia Civil para fazer a denúncia.

“Estamos investigando o caso em que duas pessoas foram vítimas de compartilhamento de áudios em aplicativos de mensagens com teor calunioso e difamatório, que aconteceu em Floresta do Araguaia e se espalhou pelos municípios do sul e sudeste do estado”, explicou o delegado.

Os policiais da Superintendência, com apoio da delegacia de Redenção e Núcleo de Apoio a Inteligência (NAI/Sul), cumpriram um mandado de busca e apreensão em Parauapebas e oito em Floresta do Araguaia.

 As investigações seguem para identificar os autores do áudio que serão indiciados nos crimes contra a honra, tais como: injúria, difamação e calúnia. As pessoas que compartilharam o material também poderão responder pelo crime de difamação.

Fonte: Agência Pará 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios