Geral

Pais matam filho de 2 meses após choro ‘atrapalhar’ sexo do casal

Bebê foi sufocado pelo próprio pai enquanto a mãe era cúmplice

m bebê de apenas 2 meses foi morto pelos próprios pais após começar a chorar durante uma relação sexual do casal. O caso ocorreu em Staffordshire, na Inglaterra, em 2014. Luke Morgan, 26, e Emma Colle, 22, foram julgados e condenados na última sexta-feira (21).

O pequeno Tyler Morgan foi sufocado propositalmente pelo pai enquanto a mãe era cúmplice, concluiu a investigação. O crime aconteceu porque Luke teria se irritado com o choro do filho enquanto transava com a mulher.

O juiz Michael Chambers revelou, ainda durante o julgamento, que os pais demoraram uma hora para chamar uma ambulância após terem cometido o crime. No hospital, contudo, Tyler não resistiu e faleceu. Resultados de exames mostraram, ainda, que o bebê tinha uma costela quebrada e marcas de mordida pelo corpo.

O pai, Luke, tinha o “hábito” de bater no filho, o que teria gerado várias lesões na criança. Considerados culpados pela morte do bebê, Luke e Emma foram condenados à prisão: ele ficará detrás das grades por oito anos, e ela, por seis. Com informações do portal R7.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios