PARAUAPEBAS: Justiça investiga irregularidades em operação tapa-buracos e preço cai de R$ 82 Milhões para R$ 23 Milhões. Entenda!

A Justiça suspendeu no dia 18 de Dezembro de 2019, o processo de licitação da operação tapa-buracos em Parauapebas, que leva o número 09/2019, após denúncias de irregularidades no processo. O juiz Dr. Lauro Fontes Júnior, após analisar vários documentos, expediu a decisão. Trata-se de mandado de segurança com pedido de liminar ajuizado por COTREL TERRAPLANAGEM E PAVIMENTAÇÃO EIRELI, em face do Presidente da Comissão Permanente de Licitação do Município de Parauapebas, e do Prefeito Darci José Lermen.

Operação tapa-buracos foi paralisada pela justiça com fortes indícios de irregularidades no valor dos contratos.

Além disso, o presidente do PSL Parauapebas, Júlio César, também entrou com uma ação na justiça, denunciando o valor da operação tapa-buracos. Segundo Júlio César, o valor é muito acima do mercado, com forte indícios de irregularidades e supostamente superfaturamentos do dinheiro público.

Júlio César, Presidente do PSL Parauapebas, entrou com uma ação na justiça denunciando o caso.

Recentemente, a Secretaria Municipal de Obras (SEMOB), obteve o direito de reabrir  uma nova licitação, para tapar os buracos em Parauapebas. De acordo com informações, o valor caiu de R$ 82 Milhões para R$ 23 Milhões, ou seja, R$ 60 Milhões a menos nos cofres públicos.

Nossa equipe de reportagem não conseguiu contato com o secretário de obras, para falar sobre o assunto.

Fonte: Direto da Redação do Portal do Carajás

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios