PARAUAPEBAS LARGADO ÀS TRAÇAS: Três homens executados e um desenterrado

CRIMINALIDADE SEM FIM EM PARAUAPEBAS DEIXA POPULAÇÃO “ASSOMBRADA”.

A população de Parauapebas foi surpreendida no último  sábado (4) com a execução de três pessoas e o corpo de um homem encontrado enterrado numa área de palafita. As vítimas são Tarcísio Barros Queiroz, 21 anos; um amigo deste, até então não identificado pela polícia; Pedro da Costa, 64 anos; e Joelson Oliveira da Rosa, 34 anos, cujo corpo foi encontrado enterrado.

Duplo homicídio

De acordo com o que apurou a reportagem junto ao sargento PM Leomar, o indivíduo Tarcísio Barros Queiroz, natural de Parauapebas, e o comparsa dele, até então sem identificação, foram executados com disparos de arma de fogo por homens que chegaram num carro de cor prata.

O duplo homicídio aconteceu na Rua das Mangueiras, em frente à residência de número 22 A, no Bairro Nova Vida II, Parauapebas.

Tarcísio Queiroz foi morto ali mesmo no meio da rua, enquanto que o colega dele chegou a ser encaminhado para o Hospital Municipal de Parauapebas, mas não resistiu aos ferimentos e veio a falecer.

A polícia apurou no local do crime que os dois jovens foram mortos num suposto acerto de contas, por estarem envolvidos com o tráfico de drogas.

Vigia executado

Natural de Vitorino Freire (MA), o sexagenário Pedro da Costa foi assassinado quando defendia o patrimônio de um sindicato no Bairro Cidade Jardim. Segundo a polícia, ele observou a chegada de um homem numa motocicleta de cor vermelha modelo Biz. O suspeito entrou no prédio do sindicato e foi surpreendido com uma gravata aplicada pelo vigilante, mas o assaltante conseguiu morder um dos braços da vítima e acertou-lhe um tiro na barriga, causando a morte do vigia.

Informações dão conta que a moto Biz usada pelo bandido acabara de ter sido tomada de assalto de uma mulher, que também foi baleada, num posto de combustível.

A polícia tem as imagens do assaltante pilotando a motocicleta, já identificou a placa do veículo e está à procura do malfeitor.

Corpo enterrado

Segundo informações da família de Joelson Oliveira, ele estava desaparecido desde o dia 28 de dezembro último. O corpo foi encontrado e desenterrado por homens do Corpo de Bombeiros na tarde do último sábado (4) de uma cova rasa na área de invasão conhecida como Palafitas, às proximidades das ruas 4 e Amazonas, no Bairro Primavera.

Em declarações prestadas à reportagem, o sargento BM Da Luz explicou que foram encontradas nas imediações da cova uma pá e uma enxada, provavelmente usadas para enterrar a vítima. Uma pedra grande estava colocada sobre o corpo do homem.

De acordo com membros da família da vítima, Joelson Oliveira costumava usar e comercializar entorpecentes e efetuar pequenos furtos para manter o vício, tendo, inclusive, passagens pela polícia.

Fonte: Com informações (Vela Preta / Waldyr Silva)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios