DestaqueParauapebas

Parauapebas realizará cirurgias oftalmológicas

O anseio de conseguir enxergar melhor foi atendido por dezenas de pacientes que receberam cirurgia oftalmológica de pterígio – raspagem da famosa carne crescida, neste último  domingo (14), no Hospital Geral de Parauapebas (HGP).

“Agradeço à Prefeitura, porque quase não enxergo do olho direito. A pessoa que chega até aqui é porque é humilde e graças a Deus o governo está fazendo isso por nós. E é pra fazer sempre, pra quem precisar”, disse dona Albenita Silva, uma das usuárias contempladas com a cirurgia.

A dona de casa Luzia Marques e o açougueiro Claudeni Silva ficaram felizes com o atendimento. “A gente não tem condição de fazer e conseguir essa ajuda é bom demais. Estou muito feliz”, afirmou Luzia. “Eu não estava mais aguentando, tinha que fazer essa cirurgia e estava sem condições, porque fica muito caro e tive essa oportunidade, bom demais”, disse Claudinei.

Atendimento

As cirurgias são realizadas por prioridade de agendamento, com preferência para idosos

As cirurgias oftalmológicas são consideradas eletivas, ou seja, não são classificadas como de urgência. A realização das cirurgias deste fim de semana integra um plano de ação para eliminar a demanda reprimida, desde 2016, por cirurgias oftalmológicas. Portanto, os atendimentos continuarão ocorrendo. Quase 30% da demanda reprimida foi atendida somente neste domingo.

As cirurgias são realizadas por prioridade de agendamento, com preferência para idosos e pacientes com classificação de risco mais elevado, identificado por um médico regulador.

Para receber atendimento o paciente deve se dirigir até a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima do seu bairro para se consultar com o médico clínico geral, que avalia a necessidade de encaminhamento para o oftalmologista.

Em seguida, a Diretoria de Regulação, Controle e Avaliação (DIRCA), da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), faz o agendamento para a cirurgia.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios