PARAUAPEBAS: Vigilante acusado de matar jovem com tiro na nuca é preso

Quase seis anos após a morte da adolescente Daisy Zague Moura, de 15 anos, em Parauapebas, um mandado de prisão preventiva foi cumprido contra o vigilante Ednilton Medeiros Costa, apontado como autor do tiro que atingiu a vítima na nuca. Ele foi preso na última segunda-feira (16), pela Polícia Civil, em São Félix do Xingu, no sul do Pará.

Conforme divulgado pelo Jornal Correio, à época do crime, a adolescente foi alvejada na manhã do dia 27 de setembro, após a moto em que estava acompanhada de dois amigos efetuar dois “disparos de descarga” ao passar pela moto na qual Ednilton estava.

A pessoa que conduzia o veículo que levava a vítima informou que os três trafegavam pela Rodovia PA-275 em direção ao Hospital Municipal, onde Daisy visitaria um amigo, quando reconheceu a pessoa que estava na garupa da moto de Ednilton e efetuou um disparo de descarga antes e outro depois de ultrapassá-los, como forma de cumprimento.

Ele informou, ainda, não ter percebido que o trio passou a ser seguido por Ednilton, mas quando os três na Rua 11, no Bairro Cidade Nova, o vigilante se aproximou e efetuado três disparos de arma de fogo. Essa testemunha afirmou à Polícia Civil que viu ao menos dois disparos sendo efetuados pelo homem. A adolescente, que estava sentada entre os dois amigos, foi atingida.

Daisy chegou a ser socorrida e transferida para o Hospital Regional do Sudeste do Pará, mas não resistiu. A testemunha que estava na garupa de Ednilton confirmou a versão apresentada pela outra testemunha, acrescentando que o revólver foi sacado de uma bolsa que o acusado carregava lateralmente. Ednilton fugiu após o crime. (Luciana Marschall – com informações de Ronaldo Modesto)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios