Paysandu respira… Mas, precisa corrigir erros urgente!

Para permanecer na Série B, equipe de João Brigatti tem que evoluir no setor de marcação

O Paysandu pulou uma fogueira no jogo contra o Oeste-SP ao vencer por 4 a 3, com um gol marcado nos acréscimos do segundo tempo. A partida foi de bom nível, várias alternativas e muita emoção.

No entanto, apesar da vitória, o Papão continua entre os quatro últimos colocados. Atualmente, é o primeiro clube da zona de rebaixamento na 17º posição com 37 pontos. Permanece a distância de quatro pontos do primeiro clube fora da zona de rebaixamento que é o CRB-AL.

Como restam apenas três rodadas para o término da competição, a situação bicolor segue dramática. Principalmente, se analisarmos a tabela de classificação, pelo fato de o único representante do futebol paraense na Segunda Divisão jogar duas partidas fora de casa e só a última em Belém.

Por sorte, o Paysandu vai encarar dois times que se posicionam no meio da tabela, sem pretensão para o restante da competição. O primeiro é o Guarani-SP, em jogo marcado para o próximo sábado, 11. O Bugre está na 9º posição, tem 50 pontos, nenhuma possibilidade de cair e remotas chances de ingressar G-4. Segundo o site Chance de Gol, a probabilidade é desprezível – apenas 1,6%. Na rodada seguinte, o Papão vai encarar o Figueirense, livre do rebaixamento, somando 46 pontos. E caso conquiste dois bons resultados, o Paysandu definirá a sua vida contra o perigoso Atlético-GO, que atualmente luta por uma das vagas no G-4 – mas que pode chegar a última rodada sem essa possibilidade.

Meio-campo ainda erra

O que os analistas e a própria torcida esperam é que o Paysandu se credencie a permanecer na Série B corrigindo os problemas imediatamente. O principal deles é a instabilidade emocional, que reflete principalmente no sistema defensivo. O Papão, de João Brigatti, ainda toma gol com uma facilidade inacreditável. Contra o Oeste, os bicolores ficaram três vezes na frente do placar, mas cederam o empate em erros gritantes da defesa, admitidos pelos próprios zagueiros. “A gente ainda toma gols que nossa… Não deveríamos tomar”, admitiu o zagueiro Diego Ivo. A questão, porém, não se restringe ao miolo de zaga e ao goleiro Renan Rocha, embora este último tenha falhado no lance do primeiro gol do Oeste.

Ficou evidente o quanto os volantes Nando Carandina e Renato Augusto estão tendo dificuldades para acertar a marcação no setor de meio-campo. João Brigatti foi claro ao analisar a situação, recomendando que se valorize a posse de bola e orientando sobre posicionamento correto. “Tem que trabalhar mais a bola, logicamente, quando você está com a vantagem, tem que ter equilíbrio, tranquilidade. Quando jogamos fora de casa, os adversários abrem vantagem e fazem duas linhas, se fecham bem”, avaliou. “Pode está faltando tranquilidade, para se postar quando se está com a vantagem”, disse.

A situação é tão visível que Brigatti tem improvisado o lateral Matheus Silva na posição de volante, principalmente, na reta final dos jogos. Assim, ganha voluntariedade e fôlego. “Ele é muito forte fisicamente, dentro da carência do elenco tem treinado e jogado de volante. Vamos conhecendo mais os atletas. É preciso que jogue em outras posições”.

Em compensação, também fica a certeza que o grupo está determinado a superar os problemas. “Vamos com tudo porque precisamos fazer pontos. Com uma situação tão difícil dessa, a determinação não está faltando”, falou o treinador.

Fonte: ORM

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios