DestaquePolícia

PM acredita ter prendido perigoso homicida de Parauapebas

Nelson Ferreira da Silva faria parte do PCC e confessou ter matado dois adolescentes na última sexta-feira, 1º, e mais um homem no bairro dos Minérios. Com Nelson, foram presos mais três.

A Polícia Militar acredita ter prendido um perigoso homicida de Parauapebas e que faria parte do Primeiro Comando da Capital (PCC): Nelson Ferreira da Silva, de 23 anos. A prisão foi durante a Operação Saturação, no bairro da Paz, sob o comando do tenente-coronel Honorato e sargento Severo. Juntamente com Nelson foram presos aquele que seria o comparsa dele nos crimes, Rodrigo Ferreira Menezes, 23 anos, e  Maria Souza de Melo e Thiago Ferreira Araújo, ambos de 19 anos de idade.

A PM chegou aos suspeitos depois de uma denúncia anônima de que um trio estava vendendo drogas e que um dos elementos estaria envolvido em vários homicídios. “Foi feita a diligência, abordagem, e durante a abordagem os mesmos esboçaram reação em que foram necessários os meios não letais, técnicas de mão livre e outros meios, para imobilização dos mesmos devido à agressividade dos três elementos”, conta o tenente Honorato.

Aos policiais, Nelson confessou ter assassinado várias pessoas em Parauapebas, entre as quais os dois adolescentes encontrados mortos na última sexta-feira, 1º de fevereiro, no bairro Vila Nova. Outro adolescente e um adulto, Maurício Padilha, 18 anos, também foram baleados, mas foram levados ao hospital e conseguiram sobreviver.

“Ele (Nelson) informou que na mesma data, dia 1º, ele tinha cometido outro homicídio juntamente com o seu parceiro, o Rodrigo, que estaria com ele em todos os homicídios aqui no município”, diz o tenente Honorato. À polícia, o suspeito indicou o local do corpo de mais essa vítima: atrás da Igreja Adventista, no bairro dos Minérios. “Foi feita a diligência e constatado que procedia a informação: o corpo estava lá no local indicado”, atesta o comandante da operação.

Após confessar o crime, Nelson Ferreira da Silva contou que a arma usada para os homicídios estava na casa de Rodrigo Menezes, no Alto Bonito, o que provocou nova diligência. Ao ver a guarnição da PM, Rodrigo tentou esconder arma, um revólver calibre 38, na casa da vizinha. De nada adiantou. Com a busca, o revólver foi localizado pelos policiais. Rodrigo já foi preso por tráfico de drogas.

Para a PM, Nelson Silva alegou que o motivo dos assassinatos foi briga entre facções. A polícia ainda investiga a participação de Maria Melo e Thiago Araújo, que estavam juntos com Nelson no momento da abordagem. Com Maria, foi encontrada uma peteca de cocaína. Na casa dela, foram apreendidos 30 gramas de cocaína e 381 gramas de maconha. “A droga é minha”, admitiu Maria, em entrevista. Moradora do Rio Verde, ela garante que nunca foi presa e não deu mais detalhes.

Quanto a Thiago, a suspeita da PM é que ele também seja traficante. Ele nega. Diz que mora em Canaã dos Carajás e que está em Parauapebas à procura de casa para alugar. O quarteto foi apresentado à Delegacia de Polícia.

Fonte: Zé Dudu

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios