Pode chegar a sete o número de vítimas do maníaco de Marituba

Podem chegar  a sete o número de vítimas do maníaco de Marituba, por conta de dois casos novos informados à Polícia Civil do Pará, que concedeu entrevista coletiva no final da manhã desta segunda-feira, 13. De acordo com o delegado-geral, Alberto Teixeira, elas procuraram a delegacia de Marituba hoje e fizeram a ocorrência. Nas câmeras de segurança, as duas mulheres reconheceram o acusado, que confessou à Polícia a autoria dos crimes.

O menor já tem antecedentes criminais e foi posto em liberdade há menos de um mês. Ele foi internado por roubo e cumpriu medidas em regime fechado entre os dias 6 e 17 de dezembro passado. Logo após a sua prisão, a polícia prendeu também Jederson Menezes Alves, acusado de ter participação nos crimes, agindo como mototaxista no transporte das vítimas.

O delegado-geral, Alberto Teixeira, informou que uma das vítimas denunciou a tentativa do crime ocorrida no dia 16 de junho de 2019. Segundo ele, no momento da coletiva a segunda vítima estava realizando a ocorrência na delegacia de Marituba. Assista!

Segundo Teixeira, já neste mês de janeiro, no último dia 4, ocorreu o primeiro registro de estupro e roubo a uma vítima que trabalha vendendo produtos pela internet. Ela foi abordada por uma mulher que se identificou como Raissa e entrou em contato para comprar seus produtos.

Ao chegar no local combinado, um mototáxi se identificou como conhecido da Raissa e levou a mulher para uma área desconhecida, onde ela sofreu violência sexual e teve seus pertences roubados. No último dia 10 foi registrado o desaparecimento de Samara Mescouto, de 20 nos, que foi encontrada morta na noite de domingo, 12.

No sábado, 11, outros dois casos foram registrados com a mesma característica na seccional de Marituba, com duas irmãs, que sofreram agressões e violência sexual. Uma delas conseguiu fugir. Ela pediu ajuda em um galpão de uma empresa, em Marituba, e as pessoas que a ajudaram fizeram buscas no entrono em encontraram sua irmã, que está hospitalizada em estado grave no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência.

Teixeira disse que nos últimos três casos, de Samara Mescouto e das irmãs que foram vítimas no sábado, a Polícia cruzou as informações e chegou rapidamente à conclusão de que os crimes  tinham mesmas características, de alguém que atraia mulheres que faziam venda de produtos ou serviços pela internet, fazia contato fingindo interesse, e na sequência ocorriam os sequestros, estupros e roubos.

Na Delegacia Geral da PC foram apresentadas a bicicleta e a motocicleta usada nos crimes; a roupa do mototaxista, além de pertences das vítimas, como roupas, sandálias e celulares.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios