Polícia Civil fecha 31 estabelecimentos irregulares em nove municípios paraenses

As polícias Civil e Militar deflagraram, no último final de semana, a operação “Patrulhão”, que fiscalizou diversas casas de shows e estabelecimentos noturnos em nove municípios paraenses: Marabá, Abaetetuba, Itaituba, Medicilândia, Novo Brasil, Paragominas, Soure, Ulianópolis e Altamira. No total, 31 locais foram fechados. A ação contou com cerca de 300 policiais civis e 75 viaturas.

A ação teve como objetivo fiscalizar casas de show noturnas, lanchonetes, bares e congêneres, além de realizar abordagens pessoais e de veículos, visando a prevenção de crimes de embriaguez no trânsito, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e, sobretudo, homicídios. Os locais com irregularidades perante o Departamento de Polícia Administrativa (DPA) foram notificados e os demais foram orientados quanto ao horário de funcionamento e volume do som.

Em Marabá, no sudeste paraense, a ação resultou no fechamento de duas casas de show, que não tinham licença para funcionamento. Já no município de Paragominas, um bar também foi fechado porque não possuía alvará de funcionamento. Em Altamira, as fiscalizações ocorreram nos bairros de Mutirão, Laranjeiro, Bela Vista, Sudam, Independente, Centro, Explanada do Xingu e Liberdade. Na ocasião, foram autuados quatros bares irregulares e houve uma prisão em flagrante por embriaguez na direção de veículo.
No município de Itaituba, três estabelecimentos foram fechados em virtude de ausência de alvará. Tanto em Itaituba, quanto em Medicilândia, a operação contou com o apoio do Conselho Tutelar, para coibir a presença de criança e adolescentes em locais com consumo de bebidas alcoólicas.

Por fim, em Ulianópolis e Soure, as fiscalizações foram iniciadas na última quinta-feira (30). Em Ulianópolis, foram fiscalizados 29 estabelecimentos e 21 foram fechados. Já em Soure, na ilha do Marajó, foram vistoriados locais nas praias da Barra Velha, Praia do Pesqueiro, Praia do Céu e do Caju-Una. (Agência Pará)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios