Polícia Civil prende integrante do PCC acusado de ter matado borracheiro em Parauapebas

A Polícia Civil prendeu na última sexta-feira, 20, Maxsuel Candida da Silva Sousa, conhecido como Menor, apontado nas investigações como um dos responsáveis pela morte do borracheiro, Edmar de Jesus, morto por uma dupla de motocicleta no dia 10 de julho deste ano, dentro do estabelecimento onde trabalhava, no Bairro Liberdade I, em Parauapebas, sudeste paraense.

Em seguida, foi cumprido mandado contra Willas Ramom Soares Sousa, de 25 anos, o Boneco da Nike, que já estava preso na Carceragem do Rio Verde. Ambos são apontados como membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), sendo que Boneco da Nike seria um dos líderes em Parauapebas.

Os dois foram recolhidos e vão ficar à disposição da justiça.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios