CUNHO SEXUALDestaque

Polícia Civil prende pai que estuprou filha de três anos em Parauapebas

O criminoso confessou o abuso contra a criança, mas disse que estava possuído por “espíritos maléficos” e ainda tentou colocar a culpa em outra pessoa

Possuído pelo demônio. Foi isso que justificou Fernando de Sousa Batista, de 34 anos, ao tentar explicar o que o levou a abusar sexualmente da própria filha de apenas 3 anos de idade.Ele foi preso na manhã de , quinta-feira, em casa, no bairro Primavera, em Parauapebas, por uma equipe da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) e já está à disposição da Justiça na Carceragem do Rio Verde.

De acordo com a delegada Ana Carolina, titular da Deam, a mãe da criança, que não teve o nome divulgado, contou que Fernando é pai biológico da menina e, diferente do que havia declarado à família, ele não mantinha muito contato com ela.

No entanto, há poucos meses Fernando a procurou e pediu para voltar a ver a filha. Acreditando que o acusado estava interessado apenas em estreitar os laços paternos com a criança, deixou que ele levasse a menina para passar finais de semana com ele.

No dia 16 de setembro, quando a criança voltou para casa, após ter ido à casa de Fernando, contou para a mãe que o pai tinha colocado o ‘pintinho’ em sua boca mandado ela beijar e lamber. “A mãe contou que perguntou se era o pintinho amarelinho e onde o pai havia encontrado. A menina então respondeu que o pintinho estava dentro da cueca do pai”, detalha a delegada.

Segundo Ana Carolina, ao ouvir a história, a mãe procurou o Conselho Tutelar e depois o acusado, que de início negou as informações da filha e tentou colocar a culpa no padrasto da menina. Depois, por mensagem de WhatsApp, admitiu o crime e disse que fez isso porque estava possuído por espíritos demoníacos.

Ao ser preso, Fernando negou o crime, mas Ana Carolina afirma que as confissões dele pelo WhatsApp, que estão anexadas ao inquérito, são provas de confissão. “A criança fez exames, para tentar ainda encontrar resquício de sêmen, mas provavelmente vai dar negativo, porque a substância fica detectável só três dias no organismo, mas a confissão é prova contra ele”, frisa a delegada.

Reportagem: Tina Santos- com colaboração de Ronaldo Modesto – Correio de Carajás

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios