DestaqueINVESTIGAÇÃO

Polícia investiga se estudante foi vítima de estupro coletivo antes de ser morta

A estudante Luana Maciel dos Santos, de 16 anos, pode ter sofrido estupro coletivo antes de ser morta a facadas em Apiaí, no interior do Estado de São Paulo. A suspeita é da Polícia Civil, que investiga o caso.

O ex-namorado da jovem, o pedreiro Josemar de Paula Siqueira, de 33 anos, é o principal suspeito do assassinato. Ele foi preso no mesmo dia do crime, mas negou participação. Além dele, outros dois homens ainda não identificados teriam envolvimento com o crime. Testemunha relataram aos PMs que atenderam a ocorrência que a vítima foi vista pouco antes de ser encontrada morta acompanhada do ex-namorado, conhecido com “Baixinho”, e com mais dois homens.

Luana foi encontrada morta na casa da irmã, no bairro Palmital. A adolescente estava seminua na cama, com marcas de perfuração na região do pescoço. Como havia sangue espalhado em outros cômodos da casa, a polícia suspeita que estudante tenha tentado lutar contra os agressores.

De acordo com laudo Instituto Médico Legal (IML), a jovem foi vítima de estupro. Por meio do recolhimento do material genético encontrado no corpo, será possível identificar se os comparsas que teriam acompanhado Josemar também abusaram sexualmente da vítima.

(Com informações de RedeTV)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios