Polícia prende nove pessoas acusadas de hackear sistema da Celpa e roubar documentos sigilosos

A Polícia Civil prendeu na manhã da última quarta-feira, 23, nove pessoas acusadas de burlar o sistema operacional da Centrais Elétricas do Pará (Celpa) e roubar documentos sigilosos.

Intitulada de “Tumultus”, a operação que combate crimes cibernéticos prendeu os suspeitos acusados de roubar documentos sigilosos da empresa após hackear a rede de computadores.

Dois dos acusados são funcionários da empresa e teriam facilitado a ação dos hackers. As prisões foram feitas em Canaã dos Carajás, Redenção, Tucumã, eldorado dos Carajás e em São Félix do Xingu.

Diversos equipamentos de informática foram apreendidos para passar por análises periciais.

Todos os presos foram levados para a sede da Superintendência Regional do Sudeste do Pará, em Marabá, de onde serão transferidos para a Delegacia Geral, em Belém.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios