Preso em Anapu homem envolvido em dois homicídios em Parauapebas

Carlinhos ou Tranca Rua é acusado de ter mandado matar Jadson Oliveira da Silva, em agosto, e de ter participado do assassinato de João Mateus Silva, morto com requintes de crueldade em setembro

Foi preso em Anapu, no oeste do Estado, na última terça-feira (2), Antônio Carlos de Sousa da Silva. Ele é investigado em dois inquéritos policiais de homicídio, pela 20ª Seccional de Polícia Civil, em Parauapebas, suspeito de ter sido o mandante do assassinato de Jadson Oliveira da Silva,19 anos, em 11 de agosto, passado, em uma boate do Bairro da Paz; e de participação no assassinato de João Mateus da Conceição Silva, 18, o qual foi decapitado, teve o coração arrancado e o corpo desovado na margem oposta do Rio Parauapebas, em 16 de setembro passado.

Antônio Carlos, também conhecido como Carlinhos e “Tranca Rua”, está com prisão preventiva decretada pela Justiça Estadual, mas foi preso por porte ilegal de arma de fogo, uma vez que, como explica o delegado Felipe Oliveira, devido à Lei Eleitoral, ninguém pode ser preso cinco dias antes nem dois dias depois das eleições de domingo próximo, dia 7, a não ser em flagrante. Logo, a polícia em Anapu não pode cumprir o mandado de preventiva.

Jadson Oliveira da Silva, segundo apurou a Polícia Civil, foi executado por disputa de território de tráfico de entorpecentes e ainda por briga de facções criminosas que atuam dentro dos presídios. Quem matou o rapaz foi Marcos Vinícius de Sousa Oliveira, que o teria feito a mando de Carlinhos. Cinco dias depois de ter matado Jadson, em 16 de agosto, Marcos se envolveu em confronto com policiais militares, foi baleado e também morreu.

Quanto a João Mateus, conhecido como “Cobra”, o que se sabe é que ele tinha passagem pela polícia por roubo e tomava medicamentos controlados.

Fonte: Zé Dudu

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios