Setembro Amarelo: um alerta para prevenção ao suicídio

O assunto ainda é polêmico e cercado de tabus, mas a ciência explica: a depressão tem origens biológicas, psicológicas e sociais de angústia que levam a pessoa a tirar sua própria vida. O tema é tão preocupante que o Ministério da Saúde aponta: o suicídio é a terceira maior causa de morte entre homens de 15 a 29 anos, depois da violência e dos acidentes de trânsito, e a quarta entre os jovens em geral, no País.

Para combater a prática, a campanha Setembro Amarelo mostra que o suicídio tem prevenção e o primeiro passo é o debate sobre o tema. Apesar de ser mais comum em pessoas jovens, os transtornos mentais não tratados podem atingir a qualquer faixa etária, classe social e sexo. Números oficiais do MS dizem que, 32 mil brasileiros se suicidam por dia no País. “O suicídio não é um sinal de fraqueza. A pessoa acha que fazendo isso vai colocar um fim na sua dor, no seu sofrimento”, explica a psicóloga clínica Flávia Vieira Tavares.

MITOS

A especialista lembra que há o suicídio infantil – que pouco é comentado na sociedade -, o de jovens e de idosos – os mais comuns – e os de adultos. “É importante quebrar os tabus do suicídio, eles ocorrem em qualquer idade e apresentam sintomas”, destaca a psicóloga. O assunto carrega vários mitos, entre eles é que apenas a depressão leva ao problema. “Pessoas com transtornos bipolar, de personalidade, de ansiedade e todos os psicológicos/comportamentais e os relacionados ao uso de drogas lícitas e ilícitas fazem parte do grupo de risco”, conta Flávia Tavares.

Outro mito é de que quem anuncia a vontade de se matar, não cumpre o que diz. “A pessoa que fala do desejo de morrer não faz isso para chamar atenção. Ela está, de alguma forma, pedindo socorro e muitos que anunciam se matam, sim!”, reforça a psicóloga. Porém, quem já expressou o desejo de morte, pode superar a vontade e seguir a vida normalmente, com tratamento. “A vontade não é para sempre. Isso é um mito”, destaca Tavares.

Cerca de 11 mil brasileiros tiram a própria vida por ano

A partir do diagnóstico, é preciso fazer um plano terapêutico com uma equipe multiprofissional: médico psiquiátrico, psicólogos, assistência social. Além das terapias comportamentais, medicamentos também são usados. “A prevenção vem com a identificação, através do comportamento da pessoa, da mudança na rotina”, ressalta a psicóloga Flávia Tavares.

Estudos apontam que a família de um suicida sofre com culpas e remorso, por isso a psicóloga orienta que os parentes mais afetados com a morte procurem tratamento. A campanha Setembro Amarelo, em Belém, está movimentando a sociedade civil, acadêmicos e instituições com eventos de abordagem do tema. “Temos de debater o suicídio, pois é questão de saúde pública”, finaliza Flávia.

O movimento Setembro Amarelo, mês mundial de prevenção do suicídio, foi iniciado em 2015 para sensibilizar e conscientizar a população sobre a questão. Desde 2011 a notificação de tentativas e mortes é obrigatória no País. Em média, 11 mil brasileiros cometem suicídio e 8 mil tentam tirar a própria vida, por ano, conforme dados do Ministério da Saúde.

SERVIÇO

O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias. Fone: 188

(Roberta Paraense/Diário do Pará)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios