Uepa doa 500 insetos raros ao Museu Nacional

A primeira doação de instituições do Norte do Brasil para ajudar a reconstruir o acervo do Museu Nacional do Brasil ocorrerá nesta segunda-feira, 12 de novembro, às 15 horas, na sala de recitais do Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE) da Universidade do Estado do Pará (Uepa). Na ocasião, além da devolução de 314 espécimes emprestadas pelo Museu Nacional, a Uepa irá doar outras 200 da Coleção Didático-Científica Dr. Joachim Adis.

Graças à parceria entre pesquisadores cariocas e a Uepa, uma parte do legado entomológico resistiu à tragédia por ter sido disponibilizada anteriormente para auxiliar em trabalhos de mestrandos e doutorandos da instituição, orientados pela Prof. Dra. Ana Lúcia Gutjahr.

Entre eles estão os gafanhotos-pigmeu e as esperanças, insetos miméticos, de coloração amarronzada ou esverdeada, característica dos habitats terrestres, em meio as folhas secas. Os exemplares do pequeno acervo foram coletados em diversas regiões do Brasil e até mesmo de países da América Latina, como a Colômbia, caso do exemplar mais antigo que data o início do século XX, compondo assim, uma importância social, cultural e sobretudo, histórica.

O curador da Coleção de Insetos do Museu Nacional, Dr. Pedro Dias, virá pessoalmente retirar as amostras. As doações pertencem a quase todos os grupos taxonômicos que incluem besouros, borboletas, formigas, gafanhotos, grilos, percevejos entre outros. Depois de ser destruído pelas chamas no último dia 2 de setembro, o Museu Nacional do Rio de Janeiro levará pelo menos 10 anos para ser restaurado, tempo estimado pelo grupo de trabalho da Unesco, que acompanhará a restauração.

(Diário do Pará)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios