Uso de máscara é obrigatório em Marabá

A partir desta segunda-feira (4), o cidadão que for flagrado circulando pelo município de Marabá, no sudeste paraense, sem máscara será punido.

A prefeitura do município publicou na tarde da última quinta-feira (30), os decretos de números 40 e 41. Eles foram divulgados na edição desta sexta-feira (1º) do Diário Oficial do município.

O Decreto 41, em seu Artigo 1º, dispõe sobre o uso obrigatório de máscaras de proteção facial devem ser utilizadas sempre que a pessoa sair de casa. As máscaras poderão ser utilizadas desde que contenham duas camadas de tecido e estejam devidamente fixadas e ajustadas ao rosto do usuário, encobrindo totalmente boca e nariz.

O uso do item já havia se tornado obrigatório para quem utiliza transporte coletivo ou particular no município, como forma de proteção contra a disseminação do coronavírus e combate à pandemia de Covid-19.

Esta medida consta na atualização do decreto estadual 609/2020, publicado no dia 27 de abril. Com isso, passageiros sem máscaras ficaram proibidos de utilizar transportes públicos ou privados.

Caso o uso da máscara não seja cumprido, a partir desta segunda-feira nas ruas de Marabá haverá aplicação de multa, que pode ser de forma gradativa a cada infração.

Para pessoas físicas a multa vai de 1 UFM a 5 UFM’s (Unidade Fiscal do Município), atualmente no valor de R$18,48 a depender das eventuais reincidências. Para as pessoas jurídicas multa de 10 UFM’s por pessoa sem máscara, sem prejuízo da interdição do estabelecimento.

O Decreto 41 alerta que as sanções, “a serem aplicadas em caso do infrator deixar de executar, dificultar ou opor-se à execução de medidas sanitárias, estão previstas detenção, de um mês a um ano e multa”. Sendo a pena aumentada de um terço, se o agente for funcionário da saúde pública ou exercer a profissão de médico, farmacêutico, dentista ou enfermeiro.

O secretário municipal de Segurança Institucional de Marabá, Jair Guimarães, recomendou a importância de se seguir as orientações e de os profissionais recomendarem os cuidados nos transportes coletivos de Marabá que incluem ônibus, táxis, mototáxis, táxi lotação e veículos de aplicativos. Ele pede que a empresa de transporte coletivo faça com que os motoristas usem as máscaras e que orientem que os passageiros só podem adentrar nos ônibus com a proteção. “Também tem que fazer a assepsia nos táxis, nos ônibus, na lotação, nas motos a cada viagem com álcool, que é importante”, disse.

Jair Guimarães lembrou que precisamos manter os cuidados para que a cidade continue mantendo a pandemia controlada. “Vamos ter os cuidados indispensáveis com a nossa saúde e a segurança pública como um todo”.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios