Vale divulga balanço esta semana. Pará responde por alta no lucro, que deve chegar a US$4,55 bi

Os mais valiosos segmentos da multinacional, minerais ferrosos e metais básicos, têm como principais representantes os municípios paraenses de Parauapebas (ferro) e Marabá (cobre), respectivamente.

O ramp-up do projeto S11D, em Canaã dos Carajás, deve puxar a alta do resultado financeiro do terceiro trimestre deste ano que a mineradora multinacional Vale vai divulgar na próxima quarta-feira (24), após o fechamento dos mercados. Analistas financeiros presumem que o lucro da empresa deva girar em torno de 4,55 bilhões de dólares no período compreendido entre julho e setembro.

Apesar de a mineradora não divulgar seu lucro por local de produção, o blog do Zé Dudu apurou que o Pará é a grande estrela do resultado magistral que a mineradora vai anunciar no meio desta semana. Em parte, o desempenho se deve ao avanço da produção física de minério de ferro em S11D, que aumentou 160% ante o mesmo período do ano passado e turbinou as vendas.

Outro fator que coloca o Pará como carro-chefe do desempenho da multinacional é o prêmio pelo minério de ferro de alto teor, que só o estado produz. O valor do bônus por tonelada de minério com teor acima de 65% passou de 7,10 dólares para 8,60 dólares. De forma natural, apenas as minas de Parauapebas, Canaã dos Carajás e Curionópolis — municípios integrantes do Sistema Norte de produção — produzem commodity do gênero.

Os mais valiosos segmentos da multinacional, minerais ferrosos e metais básicos, têm como principais representantes os municípios paraenses de Parauapebas (ferro) e Marabá (cobre), respectivamente.

Parauapebas produz mais que MG inteiro

De 1º de janeiro a 15 de outubro deste ano, a mineradora Vale operou R$ 35,31 bilhões em extração de recursos minerais no país, de acordo com a Agência Nacional de Mineração (ANM), considerando-se o conjunto Vale S/A, Salobo Metais, Vale Fertilizantes e Vale Manganês. No mesmo período, o país produziu R$ 78,93 bilhões em minérios por meio de 6.990 empresas de mineração.

Veja também:  Audiência de renovação da concessão da EFC ocorre a mais de 500 km de Marabá

No Pará, a Vale já extraiu este ano R$ 24,98 bilhões, o equivalente a 71% da rentabilidade de suas operações no país. Minas Gerais, berço da multinacional, contribui com R$ 10,33 bilhões das atividades extrativas, o correspondente a 29%.

Pelo quinto ano consecutivo, o município de Parauapebas sozinho produz mais que todas as operações da Vale no estado de Minas Gerais. A elevada produção física que mira o minério da mais alta qualidade no mundo favorece o aumento da importância das operações da empresa no Pará ante a desaceleração dos projetos que produzem commodity de qualidade inferior no Sudeste do país.

Sozinho, Parauapebas já movimentou este ano R$ 13,96 bilhões e é seguido pelo “filho” Canaã dos Carajás, que já produziu R$ 6,66 bilhões e deve fechar 2018 com movimentação 100% superior aos R$ 3,82 bilhões minerados durante os 12 meses de 2017.

O terceiro lugar também é do Pará. Em Marabá, maior produtor de cobre do país, a Vale já operou R$ 3,94 bilhões. Os quarto, quinto e sexto lugares são de Minas Gerais: Itabira (R$ 3,57 bilhões), São Gonçalo do Rio Abaixo (R$ 2,35 bilhões) e Mariana (R$ 2,14 bilhões).

A Vale é, atualmente, a 3ª maior exportadora do país, de acordo com o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Fonte: Zé Dudu

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios