DestaqueRegional

Vídeo: jovem é assassinado a tiros após uma discussão em fila de um supermercado em Marabá

A polícia está à procura do homem que assassinou um jovem, após uma discussão em uma fila em um supermercado, na manhã do último domingo (9), no Bairro Bela Vista, em Marabá, sudeste paraense.

A vítima, Ronaldo da Silva Lima, de 22 anos, ainda chegou a ser socorrida com vida e levada para o Hospital Regional do Sudeste do Pará, onde veio a óbito no início da noite de ontem.

De acordo com informações repassadas pela Polícia Civil, Ronaldo e o cunhado teriam ido até o estabelecimento comercial para comprar um refrigerante. Na fila, o jovem pediu para passar na frente do homem, identificado como Jailson, que estava com o carrinho lotado passando as compras dele no caixa. Nas imagens gravadas pelo circuito interno de segurança do comércio é possível ver que os dois parecem estar discutindo.

O acusado está na companhia de uma mulher e de uma criança, quando em determinado momento, na frente de todos que estão no supermercado, o homem saca uma arma de fogo e atira duas vezes contra o rapaz que cai. O jovem foi socorrido e horas depois morreu no hospital.

O major Torres, da Companhia Independente de Missões Especiais (Cime), afirma que buscas foram feitas para tentar localizar o acusado, mas até o final da noite desta segunda-feira (10), ele não havia sido encontrado. “Isso mostra o tipo de sociedade em que nós vivemos, de tirar a vida de outra pessoa por um motivo tão banal, tão fútil, quanto furar uma fila”, avaliou.

Por isso, o comandante da Cime lembra que não é qualquer pessoa que pode estar andando armada. “Tem que ter equilíbrio emocional para se deparar com uma situação de estresse”, afirmou.

(Alessandra Gonçalves/Diário do Pará em Marabá)

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios